Domingo, 27 de Setembro de 2020 01:17
32 999532355
Dólar comercial R$ 5,55 0.8%
Euro R$ 6,47 +0.49%
Peso Argentino R$ 0,07 +1.02%
Bitcoin R$ 63.476,22 +0.472%
Bovespa 96.999,38 pontos -0.01%
Economia Auxílio Emergencial

São João del-Rei: Auxílio Emergencial injeta mais de R$ 42 milhões na cidade, diz UFSJ

Em 4 meses foram transferidos R$42.421.800,00 reais para o município de São João del-Rei, via auxílio emergencial

14/08/2020 15h01 Atualizada há 1 mês
304
Por: Adriano Vianini
A Figura acima compara o valor do auxílio emergencial com o Bolsa Família e o Benefício de Prestação Continuada (BPC), concedidos aos residentes do município. Tabela: NEPE/UFSJ
A Figura acima compara o valor do auxílio emergencial com o Bolsa Família e o Benefício de Prestação Continuada (BPC), concedidos aos residentes do município. Tabela: NEPE/UFSJ

De abril a julho de 2020, o Auxílio Emergencial injetou R$ 42.421.800,00 reais para o município de São João del-Rei, via auxílio emergencial, segundo levantamento divulgado nesta sexta-feira (14), pelo NEPE/UFSJ. De acordo com o Núcleo de Ensino e Pesquisas e Extensão em Economia, da UFSJ, o benefício foi concedido a 28,9% da população do município, ou seja 26.021 residentes.

De acordo com o levantamento do NEPE, dos 26.021 beneficiados, 22.895 receberam o auxílio de R$600,00, sendo que 12.371 receberam esse valor durante três meses, 6.263 durante 2 meses e 4.261 durante 1 mês. Dos 26.021 beneficiados, 2.402 receberam o auxílio de R$1.200,00 durante três meses, 436 durante 2 meses e 288 durante 1 mês.

Os dados foram obtidos pelo Portal da Transparência do Governo Federal e pelo IBGE, e disponibilizado pelos professores Gustavo Moreira e Douglas Ferreira, do Departamento de Ciências Econômicas da UFSJ. Os dados vão ao encontro da matéria divulgada pelo portal Mais Vertentes de que Um em cada quatro São-Joanenses recebeu o benefício do governo federal.

Os professores ainda não conseguem medir de qual forma os São-Joanenses que receberam o auxílio gastaram o recurso, mas pesquisa da Datafolha demonstra que "compra de alimentos é o principal gasto do auxílio emergencial (abaixo). Na próxima semana, o NEPE/UFSJ divulgará a Pesquisa Mensal da Cesta Básica.

Compra de alimentos é principal gasto de auxílio emergencial

A Datafolha divulgou nesta sexta-feira (14), uma pesquisa de opinião sobre o gasto dos brasileiros que receberam o Auxílio Emergencial. De acordo com a agência de pesquisa, da parcela de entrevistados com mais de 18 anos, 40% declararam que solicitaram o auxílio emergencial do governo Federal e 60%, não solicitaram o benefício. Na comparação com a pesquisa anterior, de junho, os índices ficaram estáveis, quando eram, respectivamente, 42% e 58%.

O índice dos que solicitaram o auxílio é mais alto entre os mais pobres (54%), entre os moradores da região Centro-Oeste e Norte (50%), entre os assalariados sem registro (71%) e entre os desempregados (75%).

Da parcela que solicitou o auxílio, três em cada quatro (74%) receberam pelo menos uma das parcelas e 26% ainda não conseguiram receber alguma parcela. Na comparação com as pesquisas anteriores, observa-se que o índice dos que não conseguiram receber alguma parcela vem recuando: era 38% em maio e 32% em junho.

Nesse levantamento, entre os dias 11 e 12 de agosto de 2020, foram realizadas 2.065 entrevistas por telefone com brasileiros de 16 anos ou mais, que possuem celulares, de todas as regiões do país. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos considerando um nível de confiança de 95%.

Dos que já receberam ao menos uma parcela do auxílio emergencial, o principal destino do recurso é a compra de alimentos (53%), 25% para pagar contas, 16% para pagar despesas da casa, 1% para comprar remédios, entre outras respostas. Entre os que têm menor renda, 61% utilizam o dinheiro do auxílio para compra de alimentos. Entre os desempregados esse índice é de 62%.

Dos que já receberam pelo menos uma parcela do auxílio emergencial, 56% informaram que possuem outra fonte de renda além do benefício neste momento da pandemia e 44% informaram que o auxílio é a única fonte de renda - esse índice sobe entre os menos instruídos (59%), entre os que têm renda familiar mensal de até 2 salários mínimos (53%) e entre os desempregados (65%) e entre os moradores da região Nordeste (52%).

Entre os que se auto declararam negros, 49% têm o auxílio emergencial como única fonte de renda, contra 38% entre os brancos.

Com informações da Datafolha

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
São João del Rei - MG

São João del Rei - Minas Gerais

Sobre o município
Notícias de São João del Rei - MG
São João del Rei - MG
Atualizado às 00h55 - Fonte: Climatempo
19°
Tempo aberto

Mín. 15° Máx. 29°

19° Sensação
17.2 km/h Vento
58.8% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (28/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 31°

Sol com algumas nuvens
Terça (29/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 28°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias