Domingo, 25 de Outubro de 2020 02:54
32 999532355
Eleições 2020 Eleições 2020

São João del-Rei: Janaine Ferreira (PSTU) defende direitos da classe trabalhadora, a municipalização dos serviços e a participação popular

Pré-candidata também comentou sobre as situações "precárias" do transporte público, saneamento e educação em SJDR.

18/09/2020 15h59 Atualizada há 1 mês
363
Por: Thais Marques
Foto: Reprodução vídeo
Foto: Reprodução vídeo

A última entrevista da série Entrevistas da Semana, realizada pelo Portal Mais Vertentes, com os prés-candidatos da cidade de São João del-Rei, contou com  Janaine Ferreira (PSTU), na última quarta-feira (16). Janaine falou sobre uma gestão voltada para os interesses da classe trabalhadora, municipalização de alguns serviços essenciais, saneamento básico, educação e explanou a situação da Viação Presidente em SJDR.

Janaine Carvalho Ferreira é filha de trabalhadores rurais, nascida em Viçosa-MG, viveu sua infância e juventude em Paula Cândido-MG. Formada em pedagogia pela UFV onde durante a graduação foi atuante no movimento estudantil. Há anos é uma lutadora em defesa da educação pública e da classe trabalhadora. É professora da rede municipal de São João del-Rei-MG desde de 2008. Começou a atuar na rede estadual de ensino em 2006. Em 2014, participou ativamente na greve da rede municipal, passou a ser reconhecida em toda cidade e região como uma liderança na educação. Sua trajetória na educação e militância em defesa dos trabalhadores a fez se aproximar do Movimento de Mulheres em Luta – MML, onde passa a atuar na luta em defesa das mulheres. Entre 2015 e 2017, foi diretora do Centro Solidário de Educação Infantil (creche municipal). Eleita em 2017, participou ativamente das lutas contra a reforma da previdência. Neste ano também, foi eleita como representante da rede municipal de ensino para atuar junto ao Sind-UTE (Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação). Em 2018, foi candidata à deputada estadual pelo PSTU. Em 2019, é eleita junto com a chapa “Mudança de Verdade” para a direção da Subsede do Sind-UTE de São João del-Rei e região. Na direção do Sind-UTE, assume a coordenação do sindicato.

“Sabemos que o momento de eleição não é o principal no qual nos dedicamos à luta pelos trabalhadores e defesa de seus direitos, mas é um espaço importante para podermos estar discutindo essas questões e também estar discutindo as questões da nossa cidade, apresentando uma alternativa para a classe trabalhadora”, diz a pré-candidata. Janaine diz que vivemos em um sistema onde a produção de riquezas é toda feita pela classe trabalhadora e muito pouco desta riqueza é apropriada por ela. “O problema do nosso país não é a produção de riquezas e sim uma concentração de renda e má distribuição muito grande que existe”, expõe Janaine.

Janaine afirma que a classe trabalhadora não é minoria e sim que ela tem menos espaço dentro dos espaços políticos. Menciona ser muito importante a reflexão do processo eleitoral, onde na democracia representativa escolhemos quem vai decidir por nós e no decorrer deste processo político a classe trabalhadora pouco participa das decisões. Também afirma que geralmente os que são eleitos não são os que representam o interesse dos trabalhadores e sim estão à serviço dos grandes empresários, banqueiros, que são por eles financiados.  Esse processo é definido pela pré-candidata como “falsa democracia”.

 “A eleição é um jogo de cartas marcadas, onde aqueles que são eleitos têm recursos financeiros para a campanha, por serem financiados pelas grandes fortunas, têm espaço nos meios de comunicação e para nós, representantes da classe trabalhadora, esse espaço é muito desigual”, afirma a pré-candidata, acrescentando que não é necessário este gasto com as eleições no país.

A pré-candidata alega que o PSTU apresenta como proposta governar com a participação de conselhos populares, onde serão aplicados os recursos e o orçamento da prefeitura. “A proposta é que seja um processo mais democrático onde desde os bairros e os locais de trabalho as pessoas discutam as necessidades do município, tenham conhecimento de fato da situação financeira, quais os recursos e decida onde esses recursos devam ser aplicados”, defende Janaine. 

Como professora da rede municipal e na Creche do Centro Solidário, onde esteve por um período na direção da instituição, Janaine afirma que o número de vagas que é apresentado atualmente pela rede pública em SJDR não atinge nem 10% da necessidade do município. 

A pré-candidata comenta que as creches com obras iniciadas, nos bairros Araçá, Bonfim e Pio XII, não foram concluídas nas gestões Helvécio Reis (PT) e Nivaldo de Andrade (PSL) "por interesses políticos". “Percebemos que a realidade não muda, as obras não são concluídas. Enquanto isso, a população sofre com essa necessidade de vagas em creches”, comenta Janaine. Segundo a pré-candidata, pelo fato da prefeitura nos anos de 2019 para 2020 ter fechado com um superávit de de 11 milhões após pagar todas as suas despesas, Janaine acredita que seria possível finalizar as obras dessas creches. 

Neste contexto, Janaine expõe o fato de existir poucas políticas voltadas para as mulheres, são 51% da população brasileira. “Somos mais da metade da classe trabalhadora e muitas das vezes não conseguimos trabalhar pela questão da maternidade, por não ter com quem deixar os filhos em segurança, não ter condições de pagar uma creche particular ou mesmo uma pessoa para estar cuidando”, defende Janaine, acrescentando ser urgente colocar as creches para funcionar. 

Em relação às prioridades caso concorra e se torne prefeita, Janaine explica ser necessário que a prefeitura construa sedes próprias para as escolas de educação infantil, com o objetivo de garantir uma estrutura adequada para as crianças e que o recurso destinado ao pagamento de aluguel seja destinado à oferecer melhorias, seja nas condições de trabalho dos educadores até uma merenda de mais qualidade. 

A pré-candidata expõe que a prefeitura gasta muito dinheiro com aluguéis com estruturas e que poderia ser investido na valorização dos servidores. Menciona o fato do atual prefeito Nivaldo ter anunciado em novembro de 2019 um reajuste de 31% para os professores e não ter sido cumprido. Janaine defende que as escolas da zona rural que foram fechadas sejam reativadas, para que as crianças não tenham que se deslocar por um período grande do dia e que possam estudar perto das suas casas. Diz possuir em plano de carreira previstas algumas gratificações para os professores que atuam na área rural. 

Sobre o serviço público, Janaine acredita ser necessário que o servidor tenha autonomia e independência para realizar o seu trabalho, o que não acontece quando os cargos são indicados ou comissionado. “Para a prefeitura funcionar, a estabilidade do servidor público é importante, pois na transição de uma gestão para a outra, ele quem garante a continuidade do trabalho”, justifica Janaine. 

No que diz respeito ao transporte público municipal, a pré-candidata afirma que a mobilidade urbana é um direito de todos nós. Expõe que a Viação Presidente é envolvida em muitas irregularidades na cidade e o que chama mais atenção da pré-candidata é a atitude da Câmara Municipal pelo papel de fiscalizar. “Os interesses de quem nessa cidade estão envolvidos com os do dono da Viação Presidente?”, questiona Janaine. A pré-candidata defende a abertura de um processo de licitação para o transporte municipal e que uma das cláusulas seja que os trabalhadores que hoje atuam no transporte público sejam recontratados pela nova empresa. 

Para além disso, sua candidatura pleiteia a municipalização do transporte público, para evitar que problemas atuais como atraso de salário, de não cumprir os direitos dos trabalhadores, a precarização das condições de trabalho não venha a acontecer mais. E a municipalização do transporte geraria receita, além da possibilidade de uma tarifa menor e de um preço acessível para a população, segundo a pré-candidata.

Para o saneamento básico, Janaine defende que o DAMAE continue a ser uma autarquia municipal, pois o serviço não pode ser utilizado com o objetivo de gerar lucro e sim ser acessível e de qualidade para a população. “Muitas vezes o que temos são pessoas que estão gerindo o serviço que não estão preparados, mal qualificados  ou não tem interesse que o sistema funcione de fato”, explica a pré-candidata. Pretende fazer com que a população participe mais das prestações de contas do serviço e implantar um planejamento para evitar que os recursos repassados pela prefeitura sejam mal utilizados. Acredita que a tarifa cobrada pelo serviço seja socialmente injusta, pois em bairros periféricos faltam água, mas na região central não e que o valor cobrado não deveria ser o mesmo. 

Janaine diz que o DAMAE é um problema atual muito sério e espera que a população entenda que “não é problema de falta de água, é problema de distribuição”. Janaine acredita que maldosamente pessoas que estão na administração pública tentam sucatear o serviço para justificar a privatização. “Tudo que é privado, o objetivo é ter lucro. Se pro DAMAE que é uma autarquia municipal eu pago determinado valor, quando for uma empresa privada ela vai me cobrar mais para lucrar com o serviço”, justifica Janaine.

Em relação ao turismo e a cultura, Janaine acredita que o turismo religioso seja importante para atrair pessoas de outras localidades, mas que nós também temos um áreas do turismo com características de exploração do patrimônio histórico municipal devam ser explorados. Percebe que é pouco explorada a cultura popular municipal e pleiteia investir nesta área para valorizar e gerar empregos diretos e indiretos em SJDR.

Vislumbrando o crescimento econômico no município, Janaine defende um plano de obras públicas com o principal objetivo de gerar empregos, melhorar a qualidade dos serviços para a população e o município produzir receitas. A pré-candidata comenta que além do comércio, os setores de metalurgia e siderurgia são essenciais para a movimentação da economia, que exportam para vários locais no mundo e que neste período de pandemia estão produzindo em larga escala. Pretende envolver os conselhos populares e a população para a tomada de decisões sobre os recursos do município.

Janaine defende que a saúde não deveria ser uma mercadoria, onde instituições como o Hospital Nossa Senhora das Mercês e a Santa Casa realizam atendimentos privados. A pré-candidata expõe que os recursos destinados para o município durante a pandemia foram para os cofres das instituições, para suas melhorias e não estão à serviço do povo de SJDR e região. Segundo Janaine, a saúde municipal é muito mais do que uma questão de investimento e sim uma questão de interesses econômicos para uma classe médica que atua em SJDR.

Confira mais detalhes e a live na íntegra.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
São João del Rei - MG

São João del Rei - Minas Gerais

Sobre o município
Notícias de São João del Rei - MG
São João del Rei - MG
Atualizado às 02h26 - Fonte: Climatempo
15°
Chuva

Mín. 15° Máx. 21°

15° Sensação
13 km/h Vento
98.9% Umidade do ar
80% (8mm) Chance de chuva
Amanhã (26/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 24°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Terça (27/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 27°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias