Sexta, 30 de Outubro de 2020 04:33
32 999532355
Especiais Covid-19

São João del-Rei: Festas, Coronavírus, Polêmica e Censura - os eventos particulares em período de pandemia

A polêmica das festas protagonizadas pelo casal Campelo, as ameaças, jogo de influências e censura. Como funciona algumas das tradicionais famílias mineiras de classe média alta em SJDR.

02/10/2020 17h10 Atualizada há 4 semanas
22.262
Por: Adriano Vianini
Stephanie e Raphael Campelo: família polêmica, festas durante pandemia e ameaças e processos. Foto: Facebook (2017)
Stephanie e Raphael Campelo: família polêmica, festas durante pandemia e ameaças e processos. Foto: Facebook (2017)

Após a publicação do Mais Vertentes na Coluna Social Aí, que loucura, Ai que absurdo!, onde em teor sarcástico e de fuxico, comentou sobre as diversas festas realizadas pelo casal "famoso", durante a pandemia (que ainda não acabou), e sem citar nomes, o Juiz da 2ª Vara Cível da Comarca de São João del-Rei proibiu o Mais Vertentes de exibir a coluna.

Porém, como alerta à população e as autoridades de saúde do município, o número de novos casos de Covid-19 na cidade de São João del-Rei só tem aumentado. E, pela quarta semana consecutiva, a cidade apresenta alta aceleração do contágio do coronavírus, com Média Móvel de 7,6 casos/dia. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (01), pelo NEPE/UFSJ,  Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão em Economia.

O Secretário de Saúde do município, José Marcos de Andrade, disse ao Mais Vertentes, que "bares cheios e festas em locais fechados são principais causas para o aumento da Covid-19 no município”. Porém, a falta de responsabilidade, consciência e respeito da população também são os que mais contribuem para a disseminação do vírus.

Comerciantes e trabalhadores tentam, de alguma forma, prevenir a proliferação do contágio. O Setor de fiscalização da Prefeitura Municipal de SJDR ainda encontra resistência de estabelecimentos e parte da população. "Insultos da população e resistência de donos de bares deixam os poucos fiscais do setor sobrecarregados para realizar a fiscalização sanitária". Porém, quem fiscaliza ou pune as festas privadas? E quando estas festas são protagonizadas por famílias tradicionais e ainda profissionais da saúde?

Descumprindo normas sanitárias e até decretos municipais e estadual, a senhora Stephanie Ariane Carvalho Campelo, que se apresentava - até recentemente - como digital influencer e/ou figura pública da cidade, e o marido, Raphael Bevilacqua Campelo Pereira, médico ortopedista-traumatologista renomado, realizaram duas festas que podem ter contribuído para a proliferação do novo coronavírus.

Foto postada pela influencia justificando 
a aglomeração no condomínio. Foto: Instagram

No dia 29 de março deste ano, o casal fez uma festa em comemoração ao aniversário da filha de 5 anos. O evento foi compartilhado e, consequentemente, denunciado nas redes sociais em decorrência de estar provocando aglomeração na casa do casal, no bairro nobre da cidade, o residencial Colinas Del Rey. 

Era início da pandemia do novo coronavírus, e a ação do casal (festas e eventos oficiais que impliquem em aglomeração de pessoas) ignorou o Decreto Municipal nº 8.601, publicado pela Prefeitura Municipal de São João del-Rei, no dia 19 de março. A Guarda Municipal e a Polícia Militar foram acionadas a irem até o condomínio nobre para apurar e constatar a aglomeração. A chegada dos policiais deixou o médico revoltado com a exposição e desabafou: "Então, para você ver o transtorno que está me causando; estou no hospital aqui, a Stephanie me ligando porque tem dois carros de polícia e um carro da guarda municipal na minha casa", disse o médico Raphael Campelo, em áudio compartilhado pelo WhatsApp.

De acordo com moradores do condomínio, a festa além de promover aglomeração, tinha diversos carros na rua e o barulho excessivo estava incomodando. Nas redes sociais, a digital influencer Stephanie Campelo, não parava de divulgar stories e, claro, o nome das empresas que realizaram a decoração, o buffet e outros parceiros em troca de divulgação. Fontes disseram ao Mais Vertentes que são ameaçados constantemente pela influencer quando demonstram incomodadas com as festas promovidas pelo casal dentro do condomínio. 

Em um vídeo compartilhado nas redes sociais pós-evento, Stephanie chegou a ameaçar uma das pessoas que criticou a realização da festa, dizendo “que não precisava trabalhar pelo marido ser rico” e proferindo ofensas e perseguições à pessoa que fez o comentário. Leia mais abaixo!

Outro fato que chamou a atenção é que as polícias Militar e Civil, responsáveis por fiscalizar e autuar as festas e aglomerações em período de pandemia, parece não ter emitido um boletim de ocorrência do fato - pratica obrigatória em casos como esses! A Prefeitura Municipal de São João del-Rei também não aplicou multa e nem autuou como determinava o decreto municipal.

Segunda festa ficou conhecida popularmente como #OpenCoronavírus

No dia 05 de setembro de 2020, a digital influencer voltou a realizar outra festa para comemorar seu aniversário, de 32 anos, com dezenas de convidados e prestadores de serviços, em um sítio na Rodovia BR-265, próximo ao trevo de Tiradentes. No local, os convidados estavam sem máscara, se abraçando e beijando e, de acordo com alguns dos presentes, não houve testagem antes do evento e nem álcool-gel. "Tinha álcool mesmo", brincou um dos convidados. "Nós não somos inocentes, sabíamos que seria uma festa e que não haveria precauções com a Covid-19. Portanto, todos sabiam como seria", informou outro convidado.

Beijos na boca, abraços, garrafas compartilhadas, samba e sem prevenção à Covid-19 na festa de 32 anos. Fotos: Vídeos compartilhados por Stephanie Campelo

O evento, como de costume, também foi compartilhado em diversas lives, stories e posts pelas redes sociais. Porém, após algumas semanas do evento, alguns dos convidados, incluindo a própria realizadora, Stephanie Campelo, testaram positivo para o coronavírus, o que gerou um alerta a todos que compareceram à festa.

Stephanie e alguns dos convidados alegam que na festa tinham "entre 32-35 presentes", mas de acordo com diversas fontes ouvidas pelo portal, e também compartilhada nas redes sociais, o número ultrapassa 50 convidados - fora crianças e os prestadores de serviços que incluem dois DJs, um grupo de samba e pagode com oito músicos, um buffet, além de decoradores, maquiadores e de limpeza. "Talvez ela não tenha considerado eles [os prestadores de serviços] na relação oficial de convidados", disse outra fonte. Também houve convidados da cidade vizinha, Tiradentes, que não estavam na relação divulgada pela influenciadora nas redes sociais.

O portal Mais Vertentes não irá divulgar a relação de todos os convidados para não expô-los, mas fará parte dos autos para reverter o processo de censura.

De acordo com o a decisão do Comitê de Combate à Covid-19, do Governo do Estado, publicado no dia 02 de setembro, os serviços que foram autorizados a retomar devem seguir as normas de segurança sanitária, como o limite de 30 pessoas para os eventos. Os detalhes estão disponíveis no site do programa Minas Consciente

A digital influencer, em outro vídeo postado nas redes sociais, no dia 25 de setembro, nega ter pego a Covid-19 por causa da sua festa de aniversário. Apesar dela ter testado positivo no dia 21 de setembro, 16 dias após o evento - a própria OMS alerta que o vírus pode se manifestar até 21 dias após a exposição e/ou contágio. 

Segundo Campelo, ela sentiu os sintomas no dia 20 de setembro, 15 dias após a festa e fez o exame no dia seguinte. Os convidados ouvidos pelo portal Mais Vertentes confirmaram que, logo após Campelo testar positivo para a Covid-19, a mesma os informou e orientou parte deles a realizarem os testes. O grupo de pagode e samba, os djs e outros não foram informados - só ficaram sabendo após a divulgação da coluna Aí, que loucura!

Testes realizados pelo casal 

Teste da Covid-19 divulgado
por Stephanie Campelo
21/09/20

O que mais chama a atenção é que trata-se de um casal instruído e "esclarecido", sendo ele médico, e ela, estudante de direito. Todos os convidados ouvidos pelo portal confirmaram que o médico já havia pegado Covid-19. "Sim, nós sabíamos que ele teve Covid-19, mas lá no início da pandemia", informou uma das fontes.

Em um vídeo divulgado por Stephanie, a mesma afirma que o marido, Raphael, pegou Covid-19 em maio de 2020. Porém, o médico não deixou de prestar atendimentos em nenhum dia deste ano, conforme disse outra fonte ouvida pelo Mais Vertentes, inclusive após a esposa testar positivo para o coronavírus, em 21 de setembro, o médico atendia normalmente nas clínicas onde trabalha, contrariando, assim, as orientações da OMS e do Ministério da Saúde de isolamento por 14 dias. Stephanie disse ainda que o marido “tomou todas as medidas para proteger-se e proteger ao próximo”. 

Logo após a divulgação da coluna Aí, que loucura!, no dia 24 de setembro, o médico realizou outro teste para Covid-19, no dia 25 de setembro, também compartilhado pela esposa, com resultado negativo para Covid-19. 

 

Segundo teste da Covid'19 do médico
Raphael Campelo com resultado negativo

divulgado pela esposa.
Foto: redes sociais 25/09/20

O teste do médico Raphael, conforme compartilhado por Stephanie, acusou negativo IgG (Imunoglobulina G, que aparece em exames onde a pessoa já teve a Covid, mas não está com o vírus reagente no momento de detecção do teste), e apontou IgM (Imunoglobulina M, identificado no corpo entre o 7º e 21º dia da doença). Ou seja, pelo fato do médico Raphael ter pego a Covid-19 em maio, segundo afirmação de Stephanie, o teste não detectou o vírus como reagente atualmente. (inserir a foto do teste postado pela blogueira)

Segundo estudo conduzido pela Escola de Saúde Pública da Johns Hopkins — localizada nos Estados Unidos e considerada uma das mais importantes do mundo –  em 11,5 dias após a exposição, a imensa maioria (97,5%) terá apresentado algum sintoma. Ou seja, a maioria tem sintomas por volta de 5 dias após a exposição, e pouquíssimas pessoas chegam a 12 dias sem apresentar sintomas. É muito importante saber esse período para traçar estratégias de prevenção. Por isso as quarentenas e períodos de monitorização adotados por muitos países (inclusive pelo nosso Ministério da Saúde) utiliza o intervalo de 14 dias. 

 

Quais são os tipos de testes para a Covid-19?

Os testes são classificados em PCR e testes sorológicos. De acordo com o Laboratório Hilab, os testes RT-PCR – ou simplesmente PCR – fazem parte da primeira modalidade de testes usada para identificar o coronavírus. O nome é uma sigla para transcrição reversa seguida de reação em cadeia da polimerase, um tipo de técnica da biologia molecular criado em 1983 e usado para identificar o vírus via seu código genético. A técnica do PCR basicamente transforma, via reação em cadeia usando a enzima transcriptase reversa, o RNA do vírus em DNA para, assim, identificá-lo em uma próxima fase com a ajuda de equipamentos próprios para este fim.

Esse teste é feito por amostra do raspado de nasofaringe e costuma ser mais indicado para pessoas sintomáticas que estejam no início da doença – ou seja, da manifestação dos sintomas. Os testes sorológicos permitem o diagnóstico pela presença ou ausência de anticorpos no material analisado – que no caso do coronavírus é o sangue do paciente. O mais comum deles é o que usa imunocromatografia, também conhecido como teste rápido. Ainda de acordo com o Laboratório, a contaminação pelo novo vírus tem alguns estágios imunológicos em que o corpo produz anticorpos específicos das classes G e M (IgG e IgM).

Censura

Mesmo sem citar nomes e evitando expor os participantes da festa, em uma linguagem mais descontraída e sarcástica, a Coluna Social Aí, que loucura, Aí, que absurdo!, e a pedido do autor Raphael Bevilacqua Campelo Pereira, e da autora Stephanie Ariane Carvalho Campelo, o Juiz da 2ª Vara Cível da Comarca de São João del-Rei proibiu o Mais Vertentes de exibir a coluna. Trata-se de uma coluna descontraída, com linguagem informal, porém extremamente séria e responsável com as informações que divulga.

Sob pena de multa de quase R$ 100 mil reais, o portal Mais Vertentes acatou a liminar judicial e retirou a matéria do site e das redes sociais às 23h59 da última segunda-feira (28). Também está recorrendo à decisão do Juiz.

Os advogados que assinam a causa do casal, Juliane Menezes Machado e Daniel Vilela de Avila, alegam "violação a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurando o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação". Ainda segundo os advogados, mesmo sem citar os nomes, "no condomínio Colinas Del Rey existem aproximadamente 150 moradores, destes 150, 28 são médicos e, destes 28 médicos, só um é casado com uma digital influencer, o autor". Porém, também alega em defesa do casal que ambos não são figuras públicas. 

Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais divulgou nesta quinta-feira, 1 de outubro, uma carta de repúdio à censura sofrida pelo portal Mais Vertentes. 

Em nota aberta, o Sindicato informa que trata-se de "mais um caso de censura à imprensa pelo poder Judiciário, em afronta à liberdade de expressão e à liberdade de informação jornalística garantidas pela Constituição Federal de 1988. A censura em questão foi imposta pela 2ª Vara Cível da Comarca de São João del-Rei ao portal Mais Vertentes".

"A censura provoca mais espanto por dois fatos. O primeiro é que a advogada que assina a ação é também representante de um jornal, uma rádio e uma tv tradicionais de São João del-Rei. O segundo é que a notícia não nomeia o médico que se sentiu ofendido. Como nota de uma coluna social, ela reporta fato conhecido e comentando amplamente naquela cidade. Além disso, trata de assunto de evidente interesse coletivo, o isolamento social para combate à pandemia do novo coronavírus".

Família polêmica

Campanha de prevenção ao coronavírus
compartilhada por Stephanie Campelo
nas redes sociais

As ameaças e polêmicas envolvendo a família Campelo não são de hoje. De festas famosas conhecidas pela cidade às sentenças judiciais e denúncias envolvendo o MPMG. Porém, Stephanie, uma jovem de família humilde e muito simples, tornou-se famosa após casar-se com um médico de família tradicional e começar a postar fotos e vídeos "estilo ostentação" em festas, propagandas comerciais na internet e com sua filha nas redes sociais. "Ela ganhou na loteria ao casar com o médico", disse um membro da família. Porém, segundo fontes, "ela ainda tem vergonha de onde ela veio".

De coadjuvante à protagonista, após a divulgação da coluna social, Aí, que loucura!, que nem citou os nomes e buscou - além de entreter - alertar sobre a propagação do vírus em festas particulares, Stephanie correu para as redes sociais para confirmar e tentar "desmentir" os boatos. Ou seja, no mesmo dia, Stephanie Campelo, ela própria, assumiu o papel de protagonista e vítima de toda a história. 

 

 

 

Caption

Segundo vizinhos e fontes ouvidas pelo portal, a digital influencer gosta de se vitimar, ameaçar e "humilhar" quem critica seu "estilo de vida". E também faz questão de anunciar isso nas redes sociais. Além da censura ao portal Mais Vertentes, ela também já abriu processo contra a rede social Facebook sobre um perfil fake, além de ameaçar uma servidora pública com processo após a mesma questionar "a conduta dela em período de pandemia e exposição de crianças humildes nas redes sociais". "Stephanie ofende, humilha, qualquer pessoa que vá de encontro aos seus devaneios em rede, e depois inicia um bombardeio de ameaças e indiretas, sempre deixando claro que usará a influência do marido contra seus alvos", disse a servidora.

A servidora, que também é de família tradicional e de posses de Barbacena, disse ainda que "ela e o marido mentiram para a cidade toda dizendo que ganharam um processo contra mim no valor de R$ 45 mil, por danos morais, e que com isso comprou um novo carro. Tudo mentira! Ela difama as pessoas nas redes sociais e ainda inverte a situação dizendo que ganhou processo contra as pessoas! Tudo mentira!", disse. A servidora disse ainda que está processando Stephanie Campelo por danos morais e também na esfera criminal.

As partes envolvidas

O portal Mais Vertentes procurou diversas pessoas envolvidas, incluindo convidados que testaram positivo para a Covid-19. A maioria dos convidados ouvidos afirmou ao portal ter realizado o teste da Covid-19 logo após o alerta enviado pela digital influencer e, a grande maioria que realizou o teste, disse estar negativo para o coronavírus. Dois adultos e uma criança testaram positivo.

O portal Mais Vertentes também entrou em contato com alguns locais onde o médico Raphael Campelo atende em São João del-Rei para esclarecer se as casas de saúde sabiam do resultado positivo divulgado pelo médico, em maio, e se o mesmo cumpriu o isolamento de 14 dias determinados pela OMS e Ministério da Saúde. Confira:

O Hospital Nossa Senhora das Mercês informou que somente o diretor executivo pode falar sobre o assunto. Porém, desde segunda-feira, o portal tenta encontrá-lo no Hospital, mas sem sucesso.

A Clínica São Lucas informou que o período que o médico, Dr. Raphael, testou positivo para a Covid-19, a clínica estava em férias coletivas devido à pandemia. Porém, não quis informar qual período foi esse!

O portal não conseguiu falar com o diretor da Santa Casa de Misericórdia.

Também tentamos falar no Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais, mas o responsável só retornará de viagem na segunda quinzena de outubro.

O diretor da Guarda Municipal de SJDR, subtenente Ajax, explica que as demandas recebidas pela GM estão sendo atendidas, mas que tem encontrado resistência por parte da população em respeitar a atuação da GM. Ajax comenta que a Guarda precisa ter “um tato”, pois ela tem uma legislação a cumprir e não possui armamento de fogo. Por isso, realiza uma fiscalização educativa. “Chegamos em um estabelecimento ‘cheio de gente’, já com um certo teor de álcool e somos tratados desta forma, é complicado. O povo não está respeitando”, afirma Ajax. 

Em nota enviada ao Mais Vertentes, a Polícia Militar diz que com a eclosão dessa pandemia, estão atuando dia e noite de forma subsidiária, apoiando os demais órgãos dentro da capacidade operacional da instituição, sem se esquecer de sua missão principal, o policiamento ostensivo. Já no início da pandemia, a PM organizou operações diuturnamente em conjunto com a Guarda Municipal e com agentes da secretaria de finanças da Prefeitura Municipal de São João del-Rei, para coibir aglomerações em seus diversos níveis. 

Realizamos diversos contato com o escritório de advocacia do casal Stephanie e Raphael Campelo, a Menezes Machado e Advogados Associados, para tentar ouví-los, porém não retornaram nossas solicitações.

Também tentamos contato direto com o médico, porém fomos informados que ele e sua família estão viajando desde quinta-feira (01).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
São João del Rei - MG

São João del Rei - Minas Gerais

Sobre o município
Notícias de São João del Rei - MG
São João del Rei - MG
Atualizado às 04h18 - Fonte: Climatempo
18°
Céu encoberto

Mín. 15° Máx. 21°

18° Sensação
14.7 km/h Vento
94.1% Umidade do ar
90% (12mm) Chance de chuva
Amanhã (31/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 20°

Chuvoso
Domingo (01/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 12° Máx. 21°

Chuvoso
Ele1 - Criar site de notícias