Terça, 26 de Janeiro de 2021 15:39
32 999532355
Política PSDB e PSL

São João del-Rei: Visando a Legislativo Estadual, Rômulo Viegas (PSDB) diz que apoio a Stefânio Pires (PSL) na Câmara foi por aliança política

PSDB afirma que partido não exigiu de seus vereadores o voto em Stefânio Pires (PSL) como presidente da Câmara Municipal

05/01/2021 17h59 Atualizada há 3 semanas
825
Por: Thais Marques
Rômulo Viegas (PSDB) diz que apoio a Stefânio Pires (PSL) como presidente da Câmara Municipal foi por aliança política. Foto: João P. Sacramento/Mais Vertentes
Rômulo Viegas (PSDB) diz que apoio a Stefânio Pires (PSL) como presidente da Câmara Municipal foi por aliança política. Foto: João P. Sacramento/Mais Vertentes

Após diversas polêmicas e conchavos para eleger o novo presidente da Câmara Municipal de São João del-Rei, Stefânio Pires (PSL) foi escolhido para a gestão 2021-2024.

Os vereadores Claudinho da Farmácia (PTC), Dondom (PRTB), Edmar da Farmácia (PSDB), Rosinha do Moto Taxi (PSL), Sargento Machado (PRTB), Werinton Machado (PSL) e o próprio Stefânio votaram na chapa 1, que elegeu Rosinha do Moto Taxi (PSL) como vice-presidente, Werinton Andrade (PSL) primeiro secretário, e Sargento Machado (PRTB) o segundo secretário.

Durante a votação, o vereador Edmar da Farmácia, que é do PSDB, disse que “seguindo as orientações de seu partido”, escolheu pela chapa 1. Já o vereador Professor Leonardo, que também é do PSDB, optou pela chapa 2. “Por acreditar na atuação de uma Câmara mais independente e mais ativa na função primordial de fiscalização do executivo, voto chapa 2”, disse Professor Leonardo

Em seu discurso de agradecimento, o presidente da Câmara, Stefânio Pires (PSL), agradeceu os votos que recebeu dos vereadores e as articulações do partido PRTB e, do "Dr. Rômulo Viegas", do PSDB, que, segundo ele, "orientaram o voto".

Presidente da Câmara Municipal Stefânio Pires (PSL).
Foto: Câmara Municipal de SJDR

“Eu quero agradecer ao Doutor Rômulo Viegas pelo empenho em conversar com os vereadores sobre o que seria melhor pra essa casa. Agradecer ao PRTB, ao presidente do PRTB, o Renê, o empenho de estudar o tempo todo o que seria melhor pra essa casa. Agradecer aos votos que eu recebi de cada vereador; eu tenho certeza de que vocês não vão se arrepender de ter votado em mim para presidir esta casa. Agradeço àqueles que votaram contra, que não seguiram a orientação - no caso do professor Leonardo -, nem sei se o Rômulo Viegas falou alguma coisa com ele, mas o professor falou que iria abster e votou contrário. Mas tenho que respeitar o voto, porque cada um tem direito ao seu voto, cada um tem direito ao seu pensamento”, disse Stefânio.

O agradecimento ao Rômulo Viegas e o fato do partido PSDB ter sido citado geraram polêmica nas redes sociais, principalmente pelo fato de Rômulo ter sido concorrente do prefeito Nivaldo de Andrade (PSL) durante as eleições de 2020 e, segundo o discurso de Stefânio, "terem articulado para que a base do prefeito Nivaldo fosse eleita para a presidência da Câmara Municipal".

"PSDB mostrando quem é! Sempre trocando farpas, mas apoiando o Nivaldo de Andrade", ressaltou um leitor.

De olho em 2022, Rômulo Viegas quer concorrer para deputado estadual

Rômulo Viegas, em entrevista ao Mais Vertentes, disse que a orientação aos vereadores foi de cunho pessoal e não em nome do partido. “No Brasil nós temos eleições de dois em dois anos. Na eleição municipal, trabalhamos já pensando na eleição dos próximos dois anos de vereador, de presidente da República, senador e por aí a fora. No meu entendimento, quando foi colocado as duas candidaturas, do PSL e do PT, eu, por questões de aliança, pensando nesta futura eleição de governador, senador e presidente da República, entendo que para "nós" é mais viável fazer uma aliança com o PSL, aqui em SJDR e na região, justamente para nos fortalecer politicamente. Aí indiquei sim, para o vereador Edmar, e para o vereador Leo, sugerindo para que eles votassem na candidatura do PSL, mas dando a eles o livre arbítrio, pois esta é uma decisão deles mesmos”, explica Rômulo.

Rômulo afirma que não houve imposição partidária. “Foi uma decisão minha, tanto é que o vereador Edmar votou na candidatura do PSL, que é o Stefânio, e o vereador Leonardo votou na candidatura do PT, que é a vereadora Lívia. Este é o fato real, o que estiverem falando diferente disto é boato”, afirma.

Para Rômulo Viegas, “se o Brasil realmente quisesse consertar a política brasileira, ele deveria ter uma fidelidade partidária extremamente obrigatória”, e que o Brasil deveria ter “eleições casadas”. Segundo Rômulo, a proposta para as eleições casadas inclui “dar mandato de seis anos para o Executivo, proibindo o mesmo de ter reeleição, e no parlamento, conceder o direito ao vereador, deputado estadual ou federal, senador, condições de repetir um mandato, com o propósito de impedir que as candidaturas se transformem em carreiras políticas". Proposta esta que já foi defendida pelo deputado federal Aécio Neves (PSDB).

“Na minha intenção, com as eleições casadas, de seis em seis anos você votaria no presidente da república do PSDB e no vereador do PSDB, você não poderia sair fora disso. Daí que precisa haver no Brasil o conhecimento do que é o estatuto do partido, obrigar os membros do partido a seguir as regras estatutárias ideológicas, e isso não ocorre, e é uma verdadeira bagunça. O deputado perde aqui, ano que vem ele está em outro partido, vai pulando e pulando. Candidato a prefeito troca de partido igual troca de roupa e então fica esse ‘trem’. Então eu, baseado nesse histórico todo, sabendo que daqui a dois anos vai ter essa confusão toda, falei que pra nós, é mais negócio fazer uma aliança com o PSL do que fazer uma aliança com o PT, porque não vai ocorrer essa aliança com o PT, não vai ocorrer a nível de estado e nem a nível de presidência da república. Liguei para o Edmar e liguei o Leonardo, e eu sugeri e não exigi, porque eu não poderia jamais fazer isso. Tanto é, repito, cada um teve seu voto distinto”.

Sidinho do Ferrotaco e Cristiano Silveira juntos nas eleições municipais de 2004.
Foto: São João da Depressão

Questionado sobre quando Sidinho do Ferrotaco, então do PSDB, concorreu à prefeitura de São João del-Rei com Cristiano Silveira (PT) em 2004, Rômulo comentou que, neste caso, “houve uma afinidade de intenções”, em que “todo mundo abriu mão das suas ideologias, o que é muito difícil de ocorrer”. Rômulo também coloca que já apoiou a candidatura de Nivaldo, no ano de 2012, enquanto era deputado estadual. Na ocasião, Nivaldo concorreu à prefeitura como candidato do MDB e perdeu para o candidato do PT, Helvécio Reis.

Visando as eleições de 2022, Rômulo diz que não foi nada pessoal relacionado à vereadora Lívia Guimarães (PT). “Na minha visão, daqui há dois anos, nós vamos estar juntos nas eleições para governador e presidente da República. Por isso é que eu fiquei mais nessa corrente política do que na outra. Nada pessoal contra ninguém, inclusive admiro muito o trabalho da vereadora Lívia (PT), tanto é que foi muito bem votada, reeleita. Eu não levo nada para questões pessoais, tanto é que eu já apoiei o Nivaldo, já apoiei o Sidinho. Política pra mim é uma arte de negociação, tendo como objetivo o fortalecimento político, tanto com a sigla quanto pessoal”, explica

Sobre ser candidato nas próximas eleições, em 2022, Rômulo disse, em exclusividade ao Mais Vertentes, que está analisando uma possível candidatura a deputado estadual. “Vou conversar com o partido sim, sobre uma possível candidatura como deputado estadual. Estou analisando e vou conversar com os membros do partido”, afirma

Fábio da Silva, presidente do PSDB de SJDR.
Foto: Redes Sociais

Fábio da Silva, presidente regional do PSDB, disse em entrevista ao Mais Vertentes que o partido não se posicionou em relação a votação para presidente da Câmara. “Os vereadores tiveram a liberdade de escolher em quem votar, tanto é que o Leonardo votou na chapa encabeçada pela Lívia e o Edmar votou na chapa encabeçada pelo Stefânio. O que nós entendemos é que essa era uma questão interna dos vereadores e que eles tinham o direito de escolher quem eles achavam que era melhor para a presidência nos próximos dois anos. O partido não fechou questão nesse assunto”, afirma Fábio.

O Mais Vertentes tentou contato com o presidente do PSL e da Câmara Municipal, Stefânio Pires, mas sem sucesso.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
São João del Rei - MG

São João del Rei - Minas Gerais

Sobre o município
Notícias de São João del Rei - MG
São João del Rei - MG
Atualizado às 15h22 - Fonte: Climatempo
30°
Poucas nuvens

Mín. 17° Máx. 29°

30° Sensação
3 km/h Vento
44% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (27/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Quinta (28/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 30°

Sol
Ele1 - Criar site de notícias