Sábado, 08 de Maio de 2021 13:37
32 99936-6146
Opinião Opinião

Tiradentes foi traído e enforcado, mas o ‘quinto dos infernos’ continua em São João del-Rei

Com 100 mortos por Covid-19, empresas quebrando, desemprego e falta de renda, o prefeito Nivaldo de Andrade e seus companheiros continuam trucando.

22/04/2021 14h49 Atualizada há 2 semanas
1.297
Por: Adriano Vianini
Charge David G. Ferreira / Mais Vertentes
Charge David G. Ferreira / Mais Vertentes

O feriado de 21 de abril é uma data perfeita para descansar em um bom sítio em Tiradentes e jogar truco de cartas com os amigos. Já para outros, o Dia de Tiradentes também serve para relembrar nosso herói da Inconfidência Mineira, Joaquim José da Silva Xavier, e a luta pela liberdade.

A explosão popular contra o excesso de impostos cobrados pelo império sobre as colônias sempre esteve presente nas mais importantes revoluções da História da humanidade: Inglesa (1689), Americana (1776) e Francesa (1789). 

A nossa fracassada Inconfidência (ou Conjuração) Mineira (1789) foi resultante da bronca da elite da época contra a tributação abusiva. Uma das principais motivações para o surgimento do anseio por liberdade política no Brasil Colônia foi a cobrança, pela Corte Portuguesa, de imposto de 20% sobre o ouro explorado no país. A taxação ficou conhecida pela famosa expressão lusitana “o quinto dos infernos”. Imposto considerado extorsivo. O agravante: naquela época, por aqui, já sofríamos com a corrupção generalizada e com um governo autoritário e repressor.

Entre os principais planos dos inconfidentes das Minas Gerais eram: estabelecer um governo republicano independente de Portugal e implementar uma universidade em Vila Rica. A Capital Republicana, por ironia, seria aqui em São João del-Rei. O primeiro presidente seria Tomás Antônio Gonzaga. Depois dele, ocorreriam eleições.

Pena que deu tudo errado. O movimento foi dedurado porque, no meio dos revoltosos, havia gente com “rabo preso”.

São João del-Rei fechou o feriado de 21 de abril com 100 mortos pela Covid-19 (fora os óbitos de pacientes das cidades vizinhas) e quase 4.700 casos já registrados desde o início da pandemia. Daqui há um mês chegaremos aos 5 mil casos e, certamente, dezenas de novos óbitos! 

Este fardo, se isso o deixa dormir em paz, também é seu prefeito Nivaldo de Andrade e dos seus companheiros.

E não adianta vir com esse papinho populista e furado, mais falso que nota de três reais, de que sua preocupação é com o comércio, o emprego e com o povo morrendo de fome. Seus vídeos Pop News já ultrapassam a cafonice e só servem para nos fazer rir, como os 'memes' criados pela equipe do 'Atretico'. 

Mas voltando ao tema, o senhor prefeito no melhor estilo populista, tentando agradar a todos, cacarejou aos quatro cantos que gostaria de abrir "da casa da luz azul à igrejas”. Porém, na hora que bate o MPMG, Nivaldo arrega as calças e joga a culpa no programa Minas Consciente.

O que o senhor prefeito fez para ajudar os empresários (especialmente o comércio de quem o nobre prefeito tanto ama) e o povo são-joanense durante a pandemia? Aumentou as taxas da água (12%), IPTU (7%), ISSQN (23%), e até a contribuição do servidor público municipal (14%).

O 'quinto dos infernos’ também conhecido hoje, como o “maior canteiro de obras do Brasil”, São João del-Rei segue com impostos altíssimos, comerciantes endividados e à beira da falência, dezenas de obras inacabadas e promessas não cumpridas, além de uma dívida estimada em mais R$ 31 milhões. Assim como o Brasil tornou-se o novo epicentro da pandemia global, SJDR é o centro da Covid-19 no Campo das Vertentes, onde prefeitos das cidades vizinhas acompanham com preocupações e, claro, sem contar com a colaboração da nossa parte.

Ainda em plena pandemia, o nobre prefeito também teve a proeza de comprar cinco câmeras termográficas para aferição da temperatura corporal no valor total de R$ 67.500 reais, além de trocar o carro oficial da prefeitura no valor de R$ 133 mil.

Dinheiro não faltou! O que fez o nobre prefeito com os milhares e milhares de reais enviados pelo Governo Federal, via os nobres deputados da região? Enviou tudo - ou quase tudo - para as duas casas de saúde “referências da região" com a justificativa que dariam conta de atender toda a demanda da cidade e dos municípios vizinhos. Como já sabemos, ambas as instituições são privadas e sempre priorizarão pacientes que podem pagar um plano de saúde. Resultado: um ano se passou desde o primeiro caso de Covid-19, São João del-Rei entra em colapso na saúde pública e pacientes ainda aguardam por leitos de UTI na UPA. Já a bracejada promessa de Hospital de Campanha logo - como outras promessas - foi descartada pelo Prefeito Nivaldo Andrade que afirmou que “nós não teremos nenhum óbito”.

Também o que fez nosso prefeito para combater a fome da população? Ele nada! Mas sua nobre esposa, primeira dama e secretária municipal de Assistência Social distribuiu comida podre e vencida para os que mais precisam.

Talvez, a única coisa que o senhor prefeito pode se orgulhar, na maior cara de pau, é ter gerado emprego. Sim, gerou, na própria prefeitura que, como de costume, acolhe cargos e mais cargos comissionados do próprio prefeito, dos vereadores e dos secretários.

Realmente nosso líder e herói da Inconfidência Mineira deve estar muito desapontado com nós brasileiros e, especialmente, mineiros, pois pouca coisa mudou por aqui. Neste momento, os traídos e enforcados somos nós são-joanenses.

 

Foto: Mais Vertentes

Adriano Vianini é jornalista e publicitário. Atualmente é editor chefe do portal Mais Vertentes e diretor da agência AV+ Comunicação e Marketing.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Adriano Vianini
Sobre Adriano Vianini
Reflexões sobre o cotidiano.
São João del Rei - MG
Atualizado às 13h29 - Fonte: Climatempo
23°
Muitas nuvens

Mín. 12° Máx. 21°

23° Sensação
3 km/h Vento
56% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (09/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 11° Máx. 21°

Sol com muitas nuvens e chuva
Segunda (10/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 11° Máx. 21°

Sol com muitas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias