Segunda, 06 de Dezembro de 2021
21°

Muitas nuvens

São João del Rei - MG

Cidades Viação Presidente

Conselheiro Lafaiete: CPI do transporte coletivo pode não ir adiante por falta de assinaturas

O contrato com a Viação Presidente teria sido encerrado pelo município no dia 21 de março e, até o momento, vans prestam serviço de transporte público em Lafaiete de forma emergencial

29/04/2021 às 15h05 Atualizada em 29/04/2021 às 15h11
Por: Thais Marques
Compartilhe:
Frota de ônibus da Viação Presidente em Conselheiro Lafaiete. Foto: Jornal Correio da Cidade
Frota de ônibus da Viação Presidente em Conselheiro Lafaiete. Foto: Jornal Correio da Cidade

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do transporte coletivo de Conselheiro Lafaiete proposta pelo vereador Pedro Américo (PT) pode não ir adiante. Para que o requerimento seja protocolado e entre em pauta no plenário da Câmara Municipal é necessário que tenha a assinatura de cinco vereadores. O contrato com a Viação Presidente teria sido encerrado pelo município no dia 21 de março e, até o momento, vans prestam serviço de transporte público em Lafaiete. 

A reportagem do site Lafaiete Agora apurou que, até o momento, apenas o vereador Pedro Américo assinou o requerimento. “Estou no gabinete o dia todo ou a minha assessoria também está. Até agora o requerimento só tem a minha assinatura”, disse o vereador.

Na noite desta quinta-feira (29) haverá sessão na Câmara Municipal de Lafaiete e é esperada que o documento receba as assinaturas restantes para que entre em tramitação. Caso não haja mais quatro assinaturas, não será possível dar andamento ao processo de instalação da CPI. 

Ao propor a CPI, o vereador Pedro argumentou que a população está sofrendo por conta do transporte público e que apesar das vans escolares estarem atuando de forma emergencial, nem todos os bairros estão sendo atendidos.

Problemas com a Viação Presidente em Lafaiete são os mesmos de São João del-Rei

Conforme noticiado pelo Mais Vertentes, desde o início da pandemia, os trabalhadores da Viação Presidente em São João del-Rei tiveram problemas em receber seus salários. Os funcionários alegam que nunca foram chamados pela Viação Presidente para mais esclarecimentos sobre o pagamento de salários atrasados.

No dia 07 de abril, o Mais Vertentes noticiou que funcionários da Presidente em Conselheiro Lafaiete estavam sem receber desde janeiro. E segundo informações do portal Revista do Ônibus, os moradores de Conselheiro Lafaiete afirmam, por meio de redes sociais e também em grupos de mensagens, que a Viação Presidente Lafaiete, em meio a crise que se instalou no transporte da cidade, estaria vendendo parte de seus ônibus. 

O contrato com a empresa no município teria sido encerrado no dia 21 de março e, até o momento, vans prestam serviço de transporte público em Lafaiete. De acordo com o portal Diário do Transporte, a autorização, de modo precário e emergência, vale até que seja finalizada a contratação de nova empresa para prestação de transporte público na cidade.

Com sede em Belo Horizonte, a Viação Presidente adquiriu, em 2001 a Viação Urbana, de São João del-Rei, e, em 2008, comprou a Viação São Miguel, empresa urbana de Conselheiro Lafaiete. O Mais Vertentes já havia denunciado que a Viação Presidente opera no município por decreto municipal e o problema com sua licitação se arrasta desde 2015.

 

 

Com informações do site Lafaiete Agora*

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias