Sexta, 18 de Junho de 2021 00:48
32 99936-6146
Anúncio
Dólar comercial R$ 5,02 -0.74%
Euro R$ 5,98 -1.63%
Peso Argentino R$ 0,05 -0.8%
Bitcoin R$ 201.676,27 +0.55%
Bovespa 128.057,22 pontos -0.93%
Economia Minas Consciente

Governo de Minas não flexibilizará eventos durante pandemia

Representantes das áreas de evento e turismo defendem ações culturais mais restritas. Governo barra e também diz não haver recursos para ajudar o setor neste momento.

07/06/2021 17h57
166
Por: Adriano Vianini
Apresentações culturais em todo o Estado foram diretamente impactadas pela pandemia da Covid-19. Foto - São João del-Rei - Arquivo de Priscila Natany
Apresentações culturais em todo o Estado foram diretamente impactadas pela pandemia da Covid-19. Foto - São João del-Rei - Arquivo de Priscila Natany

“Infelizmente precisamos ter cuidado, porque a Covid-19 está avançando no Estado mais uma vez e não podemos nos precipitar para não nos arrependermos depois. Os hospitais estão sobrecarregados e os casos estão aumentando muito. Entendemos a dor de vocês, mas a situação é a mesma no mundo todo e o plano Minas Consciente busca salvar vidas”.

Dessa forma, o subsecretário da Subsecretaria de Desenvolvimento Regional da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Douglas Augusto Oliveira Cabido, justificou a não flexibilização das atividades das áreas turísticas e culturais no Estado em reunião da Comissão de Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O debate aconteceu nesta segunda-feira (7), com representantes do setor e do governo. 

Segundo o subsecretário, a única possibilidade de uma abertura maior será com a aceleração da vacinação no Estado no segundo semestre. “O Secretário de Saúde diz que a doença de 2021 é diferente da de 2020 e isso é verdade. Infelizmente tivemos uma abertura grande no começo do ano e isso levou muitas pessoas a pensarem que a Covid-19 havia acabado. O resultado vemos agora no avanço das internações. Quando as coisas voltarem, vamos recuperar o tempo perdido. É o que mais desejamos”, reforçou. 

Deputados pediram que governo desenvolva protocolos para a retomada dos eventos 
Foto:Clarissa Barçante / ALMG

Presidente da comissão e um dos autores do requerimento para a realização da audiência pública, o deputado Thiago Cota (MDB), disse que a intenção não é promover aglomerações, mas que o setor precisa de alternativas para funcionar. “Doze por cento dos empregos em Minas vem do turismo, são R$ 312 bilhões de prejuízo, segundo a Fecomércio. Precisamos pensar em formas seguras de fazer isso, dentro dos protocolos da OMS e da secretaria estadual de Saúde”, explicou. 

Setor defende eventos mais restritos e direcionados a certos públicos

Diretor da Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (Abrape), Leonardo Ziller Lisboa ressaltou que o setor de eventos e de turismo foi o mais afetado pela pandemia, pois estão todos sem trabalhar. E afirmou que outros estabelecimentos também não deveriam ter retomado seu funcionamento.

“Por que o shopping pode funcionar, mas uma feira no Expominas não? Existe claro preconceito contra nosso setor. A economia está toda funcionando. O Shopping Popular e o Mercado Central são eventos gastronômicos diários ocorrendo. E sabemos que inúmeros eventos sem protocolos estão acontecendo clandestinamente. Por que não fazer eventos para vacinados? Se idosos já estão imunizados, porque não fazer eventos para eles?”, questionou. 

Na mesma linha, o diretor da empresa de eventos João Wellington Promoções pontuou: “Não queremos fazer nada do tipo Minerão lotado, com 50 mil pessoas. Devíamos focar em eventos para os vacinados, com áreas de acesso mais restrito e com menos público para quem ainda não se vacinou, seguindo todos os protocolos. As pessoas acham que só empresários compõem o setor de eventos. Não veem os pipoqueiros, carregadores e pessoas que estão sem capital para continuarem com seus negócios".

João Wellington Esteves ainda defendeu incentivos mais efetivos para o setor por parte do governo, como, por exemplo, no mínimo dois anos de isenção do pagamento da taxa de segurança pública. 

Governo pensa em ações de amparo para a área

O secretário-adjunto da Secretaria de Estado Adjunta de Cultura e Turismo, Bernardo Silviano Brandão Vianna, disse que o governo tem trabalhado pelo setor, mas que oferecer ajuda de custo é impossível no momento, devido à situação fiscal do Estado. “Estamos priorizando as áreas que demandam mais, como a merenda escolar e o auxílio de R$ 600 aos mais necessitados. Além disso, o Fundo Estadual de Cultura deverá lançar mais editais em breve, que abarcam os setores de eventos e de turismo”, explicou.

Vianna relatou que é intenção do governo fazer campanha para incentivar o turismo no Estado como um todo assim que a pandemia arrefecer e o momento for mais favorável.

“Estamos desenvolvendo o Selo Evento Seguro, que certificará que casas de shows e de eventos possam ter um selo específico se comprovarem seguir o Minas Consciente e protocolos próprios de segurança contra a Covid-19. Além disso, auxiliaremos os municípios na reformatação de festas regionais, que possam ser mais adequadas à nova realidade. E temos o Projeto Itapemerim, nova malha aérea da empresa de ônibus, que aumentará a conectividade do Estado com todo o país. Não vamos deixar o setor desamparado”. 

A vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Minas Gerais, Érica Campos Drumond, criticou o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais, por não ter recursos direcionados para o setor e por ter taxa alta de juros nos empréstimos. “Precisamos de um envolvimento direto do Governo do Estado na questão. A Cemig, por exemplo, não fez nada para nos ajudar. As contas continuam chegando. Precisamos muito de recursos, para os pequenos, médios e grandes”, afirmou. 

 

Com informações da Assembléia Legislativa de Minas Gerais

 

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que eles querem que publique? 

Ajude aqui o Mais Vertentes!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio
São João del Rei - MG
Atualizado às 00h31 - Fonte: Climatempo
14°
Poucas nuvens

Mín. 10° Máx. 19°

14° Sensação
17.8 km/h Vento
96% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (19/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 11° Máx. 19°

Sol com algumas nuvens
Domingo (20/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 10° Máx. 24°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias