Segunda, 06 de Dezembro de 2021
21°

Muitas nuvens

São João del Rei - MG

Turismo Covid-19

Tiradentes: No dia dos Namorados, cidade registra aglomerações e desrespeito aos protocolos contra a Covid-19

Quem esteve na cidade durante o final de semana também relatou o excesso de turistas, pouca ou nenhuma fiscalização, e falta de consciência por parte da população e de alguns empresários

14/06/2021 às 16h55 Atualizada em 14/06/2021 às 19h29
Por: João P. Sacramento
Compartilhe:
Aglomeração em praça de Tiradentes, durante a noite do último sábado (12). Foto: Luciana Venturini / Redes Sociais
Aglomeração em praça de Tiradentes, durante a noite do último sábado (12). Foto: Luciana Venturini / Redes Sociais

No último sábado (12), bares, restaurantes e ruas da histórica cidade de Tiradentes registraram um grande volume de turistas que geraram aglomerações e desrespeito às normas de segurança contra a Covid-19, como o distanciamento, o uso de máscaras, e até mesas distantes umas das outras, além de outros protocolos. As imagens das ruas e restaurantes lotados circularam pelas redes sociais neste domingo (13), e podem ser vistas nas redes sociais do Mais Vertentes.

A vereadora Luciana Venturini (PSB), que também fez o alerta sobre as aglomerações na cidade pelas redes sociais, ressaltou que o problema está ocorrendo não é de hoje. "Feriado de Corpus Christi também foi assim". Porém, a vereadora deixa claro que "não estou contra o comércio e os comerciantes, mas o contrário, trata-se de um apelo para não termos que fechar tudo novamente". Tiradentes vive do turismo e do comércio e não podemos fechar novamente", reforçou a vereadora.

Ela também contou que nas últimas reuniões da Câmara Municipal, ela e outros vereadores têm alertado o Executivo sobre o problema e pedindo providências. Ela informou ainda que "o presidente da Câmara enviará um novo ofício ao prefeito solicitando maior fiscalização".

O Mais Vertentes entrou em contato com o presidente da Associação Empresarial de Tiradentes (Asset), e, segundo Wellerson Cabral, houve fiscalização, mas que as aglomerações foram registradas nas ruas, fora dos estabelecimentos. “A praça é pequena e generalizar que os restantes não respeitam os protocolos é errado. Todos os restaurantes têm distanciamento, têm regras e têm um protocolo a ser seguido”, afirmou Cabral.

Vídeo mostra restaurante lotado. Foto: Reprodução / Redes Sociais

De acordo com ele, "houve realmente um grande fluxo na praça” e que as aglomerações que ocorreram na cidade foram causadas pelo horário de funcionamento reduzido, para um fluxo de público muito grande. “Como teve a situação de todos precisarem sair para jantar às 18 horas e fechar às 22 horas, gerou uma aglomeração na rua”, afirmou, completando que se o horário de funcionamento fosse ampliado, os restaurantes não teriam esse problema.

Cabral ainda afirmou que o caso dos ambientes sem distanciamento entre as mesas é isolado, e que será investigado para que as medidas cabíveis sejam tomadas. “O setor do Comércio mantém uma equipe de fiscalização na praça, com um totem de conscientização e distribuição de máscaras”, contou Cabral sobre essa iniciativa privada que informa a população sobre o uso de máscaras e que pede a não permanência de pessoas na rua.

Para os próximos feriados, visando não repetir o que foi visto no último final de semana, o presidente da Asset afirmou que fará uma reunião com o prefeito para discutir novos projetos, para definir os novos direcionamentos. Cabral ainda afirmou que a Asset faz parte do Comitê de Enfrentamento a Covid-19 no município, e que o setor gastronômico não é “lugar de contaminação”, caso siga os protocolos.

O Mais Vertentes também procurou pela Prefeitura Municipal e pela Polícia Militar do município, mas até o fechamento desta edição não obteve resposta.

Carta ao Governador

A Associação Empresarial de Tiradentes (Asset), ainda na última semana, enviou uma carta ao governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), pedindo a flexibilização do horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais para a noite de sábado (12), o Dia dos Namorados.

No apelo enviado ao Executivo Estadual, os comerciantes argumentaram que a situação financeira dos estabelecimentos após 15 meses de pandemia é preocupante e poderia se agravar com novas restrições. "Estamos defendendo o funcionamento do setor gastronômico noturno, o qual envolve atividade sem potencial de aglomeração e realizada com reserva prévia, além das academias, as quais prezam pela manutenção da saúde dos indivíduos."

O presidente da Asset, Wellerson Cabral, também esclarece os prejuízos para o setor especialmente na data em que a restrição se aplica. “Com a suspensão das atividades, todo o setor gastronômico noturno fica sem a possibilidade de operar de forma adequada. Em especial na data de 12 de junho, o Dia dos Namorados, que é a noite que mais gera recursos financeiros no ano para bares e restaurantes. Essa determinação poderia acabar gerando uma cadeia de desemprego catastrófica para uma parcela da economia que já vem sofrendo há 15 meses sem amparo”, argumenta.

Praça fica suja após aglomeração em Tiradentes.
Foto: Luciana Venturini / Redes Sociais

Minas Consciente

Na última quinta-feira (10), próximo ao Dia dos Namorados, o Governo de Minas Gerais voltou atrás e emitiu um novo decreto flexibilizando a abertura de bares e restaurantes durante o final de semana do Dia dos Namorados.

Pelo programa estadual, até o dia 10, bares e restaurantes só poderiam atender ao público presencialmente até 19h. Porém, a partir da sexta-feira (11), houve permissão para academias, clubes e salões de beleza funcionarem nesta etapa do plano, além de autorização especial para bares e restaurantes no fim de semana do Dia dos Namorados, mantendo as medidas sanitárias indispensáveis de prevenção ao vírus. Leia mais aqui!

 

 

 

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que eles querem que publique? 

Ajude aqui o Mais Vertentes!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias