Domingo, 01 de Agosto de 2021 09:48
32 99936-6146
Anúncio
Polícia Denúncia

Tiradentes: Após festa clandestina, prefeitura promete punição por crime contra saúde pública

Festa clandestina promove aglomeração e uso de drogas sintéticas; Após divulgação pelo portal, jornalista precisa recorrer à Polícia Militar por ameaça de morte!

19/07/2021 16h39 Atualizada há 2 semanas
3.742
Por: Adriano Vianini
Festa clandestina em Tiradentes reúne entre 200 a 250 pessoas. Foto: vídeo internet
Festa clandestina em Tiradentes reúne entre 200 a 250 pessoas. Foto: vídeo internet

Na noite deste sábado (17), um evento clandestino chamou a atenção na região de Tiradentes. A festa desrespeitou os protocolos de proteção contra a Covid-19, além de decretos Estadual e municipais de São João del-Rei e Tiradentes, quanto à realização de eventos. Denúncias de uso de drogas também estão sendo investigadas. Confira os vídeos aqui!

O evento que supostamente teria sido organizado por duas jovens, foi marcado durante a semana passada, porém, para evitar a fiscalização, o local só foi divulgado horas antes do início da festa. Uma das possíveis organizadoras foi identificada como Mariana Cristina de Paiva Cardoso, após seu nome e CPF terem sido divulgados junto a um PIX. O Mais Vertentes teve acesso ao nome e ao Pix, assim como a Polícia Militar. 

Segundo informações apuradas pelo Mais Vertentes, a organização tentou promover o evento em local aberto, com público limitado, "porém perderam o controle e acabaram desrespeitando as normas de segurança exigidas pela situação de pandemia", informou uma das pessoas que estava no local. Fontes próximas também afirmaram que no final da noite, por volta das 22 horas, já havia um grande volume de adolescentes na porta da festa. Esses foram liberados a entrar no local, mediante um pagamento via PIX, de R$ 30,00 homem e R$ 10,00 mulher.

Ainda na madrugada de domingo (18), começaram a vazar na internet vídeos da festa e da aglomeração. Segundo as primeiras informações, a festa estaria acontecendo em César de Pina, mas tal informação foi desmentida após confirmação de que o local estaria localizado na “estrada velha de Tiradentes”, próximo ao conhecido “Recanto da Araras”.

De acordo com uma das participantes da festa, em contato com o Mais Vertentes, no local também houve comercialização e uso de drogas sintéticas, como ecstasy, por exemplo. Ainda segundo essa participante, várias pessoas usavam as tais drogas sintéticas no evento, inclusive menores. 

Essa festa está sendo investigada pelas Polícia Militar de São João del-Rei e de Tiradentes, pela Polícia Civil de Minas Gerais, além do Ministério Público e órgãos de fiscalização das prefeituras das duas cidades. A PM também informou ter recebido denúncias da comercialização de drogas no local.

Ao final das investigações, os responsáveis pelo evento clandestino poderão ser enquadrados como crime contra a saúde pública, além de multas e até prisão. Não conseguimos o contato da Mariana Cristina de Paiva Cardoso, apontada como suposta organizadora, mas estamos abertos para publicar sua posição.

Em contato com o Mais Vertentes, a assessoria da Prefeitura de Tiradentes informou que “quanto à festa que ocorreu na região, esclareço que estamos apurando e, em breve, chegaremos a seus organizadores, com provas, e a punição será a mais severa possível!”.

A Prefeitura de Tiradentes ainda informou que hoje pela manhã a vigilância sanitária e a fiscalização fazendária do município “saiu a campo em busca de informações que possam ser usadas como prova de crime contra a saúde pública'', ressaltando que os responsáveis não ficarão impunes a este ato.

Já a Secretaria de Fiscalização e Finanças de São João del-Rei emitiu uma Nota de Repúdio na manhã deste domingo (18). De acordo com eles, "nos vídeos, além da expressiva aglomeração e nenhuma adoção de protocolos sanitários, fica visível a ignorância de quem participa de uma festa dessas, podendo levar para casa a morte de familiares, causar um transtorno nos hospitais, e fazer uma cidade inteira regredir. Este tipo de evento inviabiliza nossos anseios por dias melhores, onde todos possam se divertir de forma segura e feliz. Já estamos apurando, juntamente com a Polícia Militar, os possíveis envolvidos neste crime contra saúde pública, sim é crime, quem faz isso é criminoso e serão tratados como tal. Caso seja apurado que ocorreu em nosso município, iremos tomar as devidas providências. Contamos com apoio de quem, como nós, está indignado", disse a nota.

Ameaças

Da Coluna Social para páginas policiais.
Yngrid Caputo - Reprodução internet

Na tarde deste domingo (18), após o vazamento dos vídeos da festa, o portal de notícias de São João del-Rei, Mais Vertentes, publicou em sua coluna social “Ai que loucura! Ai que absurdo!”, a denúncia da festa clandestina que ocorreu em Tiradentes.

Após a divulgação do evento, que contou com a participação de vários são-joanenses, conhecidos e anônimos, e pelo teor da publicação e seu enfoque, o jornalista Adriano Vianini foi acusado de "machismo" e recebeu até ameaças de morte.

A influenciadora digital de São João del-Rei, Yngrid Caputo Rodrigues, era uma das pessoas que participava da festa, e postou diversos vídeos do local superlotado. Yngrid então foi usada como exemplo na coluna social do portal de notícias, junto com outros amigos, e, por esse motivo, começou a ameaçar o jornalista nas redes sociais.

Procurada para dar a sua versão dos fatos, Yngrid Caputo respondeu: “Tenho que da versão de nada para vocês não meu amor! Só não fala no meu nome que a gente fica bem! Preocupa cmg não pq vcs vão aguentar não kkkk Vocês são lixos e ponto!”. Em tom de ameaça também escreveu "Cuidado em meu anjo. Muito cuidado. Vcs não tão mexendo com criança kkkkk".

Na sequência, um homem que se referiu como amigo próximo de Yngrid Caputo, identificado como Washington Silva Magalhães, chegou a oferecer dinheiro para quem informasse o endereço de Adriano Vianini. O rapaz que se apresenta nas redes sociais como @washington.s.m, ameaçou Vianini através de mensagens no Instagram e ofereceu R$ 200 reais para quem divulgasse o paradeiro do jornalista.

Outro homem, também próximo da blogueira, identificado como Rafael Henrique Senna, também ligou para o jornalista ameaçando a ele e sua família de morte. 

Temendo por sua sua segurança e integridade física e da sua família, o jornalista, por recomendação de advogados, retirou a matéria do ar até que ações jurídicas fossem tomadas.

Na manhã de hoje (19), o jornalista recolheu todas as provas e ameaças contra sua integridade física, e realizou um Boletim de Ocorrência na PMMG de crime contra a honra e ainda, abriu representação de ameaça junto à Polícia Civil de SJDR. Além disso, o jornal abrirá um processo indenizatório de danos morais contra a blogueira Yngrid Caputo Resende, além de a mesma ter que responder na esfera criminal.

O Mais Vertentes é totalmente contra qualquer tipo de violência e reforça que está sempre aberto a receber críticas que acrescentem na discussão da quebra de preconceitos, incluindo de "machismo", como o jornalista foi chamado. 

 

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que eles querem que publique? 

Ajude aqui o Mais Vertentes!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Tiradentes - MG

Tiradentes - Minas Gerais

Sobre o município
Notícias de Tiradentes - MG
Anúncio
São João del Rei - MG
Atualizado às 09h30 - Fonte: Climatempo
10°
Poucas nuvens

Mín. Máx. 19°

° Sensação
27.6 km/h Vento
69.6% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (02/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 20°

Sol com algumas nuvens
Terça (03/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 23°

Sol com muitas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias