Domingo, 28 de Novembro de 2021
19°

Poucas nuvens

São João del Rei - MG

Geral Vacinação

Minas Gerais: Estado ocupa 2º lugar em ranking de transparência de dados sobre a vacinação

Estado conquistou 96 pontos no mecanismo de monitoramento da OKBR; O índice será atualizado bimestralmente

24/08/2021 às 12h36
Por: João P. Sacramento
Compartilhe:
Foto: Internet / Reprodução
Foto: Internet / Reprodução

O estado de Minas Gerais ocupa o 2º lugar no Índice de Transparência da Covid-19 ranking de estados brasileiros feito pela Open Knowledge Brasil (OKBR). A versão 3.0 do índice, divulgada na sexta-feira (20/8), Minas Gerais registrou 96 pontos. O indicador é um dos mecanismos mais importantes para avaliar a qualidade dos dados e das informações relativos à pandemia divulgados por União, estados e capitais do país.

Nesta nova rodada, os critérios de avaliação foram revisados, passando a incluir informações sobre a vacinação e destaque para a publicação em dados abertos. Entre os itens analisados estão dados sobre a cobertura vacinal da população e dos grupos prioritários, aplicação da primeira e da segunda dose, distribuição das vacinas, entre outros. A atualização do ranking será feita a cada bimestre.

“Em uma parceria entre Controladoria-Geral do Estado de Minas Gerais (CGE-MG) e Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), foram implementadas diversas mudanças na publicação das informações no Vacinômetro, no Painel de Monitoramento de Casos e nos boletins suplementares”, diz a superintendente central de Transparência da CGE-MG, Soraia Ferreira Quirino Dias.

“Criamos uma seção para disponibilizar as informações que são a base de construção dos painéis em formato aberto. Os índices de transparência incentivam a ampliação dos dados disponibilizados pelos governos, favorecendo o acompanhamento do enfrentamento da pandemia por toda a sociedade”, observa Soraia Dias.

O controlador-geral do Estado, Rodrigo Fontenelle, destaca que Minas tem buscado aperfeiçoar a disponibilização dos dados relativos à pandemia desde o lançamento da metodologia de avaliação da OKBR, em abril de 2020. 

“A cada nova versão, a avaliação foi ficando cada vez mais criteriosa. Ainda assim, conseguimos avançar a cada rodada, mostrando um Estado comprometido com a transparência”, afirma Fontenelle.

Com informações: Agência Minas

 

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que eles querem que publique? 

Ajude aqui o Mais Vertentes!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias