Domingo, 28 de Novembro de 2021
19°

Poucas nuvens

São João del Rei - MG

Política Covid-19

São João del-Rei: Apenas quatro vereadores se posicionam sobre o relaxamento nas medidas de segurança contra a Covid-19 no município

Com a liberação do uso de máscaras em locais públicos, prefeito de São João del-Rei também autoriza a capacidade máxima de fiéis em igrejas e cultos religiosos

10/11/2021 às 18h23 Atualizada em 10/11/2021 às 21h54
Por: João P. Sacramento
Compartilhe:
Câmara Municipal de São João del-Rei. Foto: Internet / Reprodução
Câmara Municipal de São João del-Rei. Foto: Internet / Reprodução

ERRATA: Havíamos informado anteriormente que apenas três vereadores se posicionaram sobre a decisão do prefeito, porém o vereador Rogério Bosco (PT) também se manifestou pelas redes sociais/Facebook. Com isso, a matéria foi atualizada e pedimos desculpas ao vereador Rogério.

Desde o dia 06 de novembro, pelas redes sociais, o prefeito de São João del-Rei, Nivaldo de Andrade (PSL), vem tomando uma série de decisões que visa o relaxamento nas medidas de segurança contra a Covid-19. No último sábado, pelas redes sociais, o prefeito liberou a população do uso de máscaras em locais públicos. “Usa quem quiser na rua. Uso obrigatório, só dentro de lugar fechado”, afirmou o prefeito que considera o uso de máscaras uma “demagogia”. Nesta quarta-feira (10), o prefeito volta a utilizar as redes sociais para anunciar a liberação máxima do número de pessoas em igrejas e cultos religiosos.

Até o momento, apenas quatro vereadores se posicionaram sobre a decisão do prefeito, sendo a vereadora Lívia Guimarães (PT), com mais veemência, pediu para que a população ignorasse a fala do prefeito a respeito da liberação do uso de máscaras em locais abertos. 

Após essa liberação, que ainda não foi protocolada e nem divulgada no Diário Oficial do Município, a vereadora Lívia Guimarães, na noite de ontem (09), durante a reunião da Câmara Municipal, comentou sobre a decisão de Nivaldo de Andrade e disse que o prefeito foi "infeliz e irresponsável". “A gente precisa trabalhar e evoluir para que a pandemia esteja no começo do fim, mas liberar o uso de máscara não é o caminho”, aponta a vereadora. “O prefeito é tão experiente, como que ele diz isso em uma rede social e sequer solta um decreto?”, questionou Lívia.

O vereador Fabiano Pinto (DEM), também durante a reunião da Câmara, pediu que a população continue seguindo os protocolos e relatou suas dificuldades pessoais após testar positivo para a Covid-19.

Já o vereador Professor Leonardo (PSDB) utilizou suas redes sociais para realizar uma enquete com os seguidores a respeito do fim da obrigatoriedade do uso de máscara. Segundo o vereador, a pesquisa contou com 179 votos e "mostrou que a maioria da população discorda da decisão da Prefeitura Municipal de São João del-Rei".

O vereador Rogério Bosco (PT) também utilizou as redes sociais para questionar a decisão do prefeito sobre a liberação do uso de máscaras em espaços abertos. Em uma postagem compartilhada nas redes sociais, Rogério Bosco reforça que "o uso de máscaras junto da vacina são as formas mais eficientes que temos para controlar a disseminação desse vírus", e recomenda que a população "continue usando máscara".

Vale ressaltar que Nivaldo de Andrade, no início da pandemia, chegou a afirmar que a cidade seguiria todos os protocolos exigidos pelos órgãos competentes, além de garantir que a cidade não teria mortes. São João del-Rei já registrou, até o momento, 240 são-joanenses mortos em decorrência da Covid-19.

 

Igrejas e cultos com a capacidade máxima

Na manhã de hoje (10), o prefeito, Nivaldo de Andrade (PSL), voltou a utilizar as redes sociais para informar a liberação da capacidade máxima de fiéis em igrejas e cultos religiosos. Segundo ele, a decisão foi tomada por telefone, em conversa com o pároco da Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar, Padre Geraldo Magela. O prefeito afirmou ainda que os templos estão liberados para celebrações com a capacidade máxima de fiéis.

O prefeito de São João del-Rei comparou os templos religiosos com os campos de futebol, locais abertos e com pessoas ao ar livre. De acordo com o prefeito, “porque não liberar as pessoas que estão buscando bençãos”. Mesmo achando o uso de máscaras uma demagogia, Nivaldo enfatizou que os fiéis sigam os protocolos de segurança contra a Covid-19 nestes locais.

A Diocese de São João del-Rei ainda não se manifestou sobre a decisão do prefeito Nivaldo de Andrade.

 

Vacinômetro

Até o domingo (07), Minas Gerais atingiu 88,40% de sua população acima de 12 anos vacinada com a primeira dose e 65,94% completaram o esquema vacinal contra a Covid-19, seja com a segunda dose ou dose única, de acordo com dados do Vacinômetro MG.

Em São João del-Rei 96,46% da população acima de 12 anos já recebeu a primeira dose do imunizante e 74,24% completaram o esquema vacinal contra a Covid-19. São, até o momento, 75.448 doses aplicadas como D1, 53.793 com a D2 e 4.272 pessoas receberam a dose única.

Conforme noticiado pelo Mais Vertentes, o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti, informou durante entrevista coletiva no dia 14 de outubro que devido a melhoria dos indicadores da pandemia no Estado, a expectativa é de que em dois meses, pode ser que o cidadão seja "desobrigado a usar a máscara em locais abertos" em Minas. Mas alertou que ainda não é "hora de tirar a máscara".

 

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que eles querem que publique? 

Ajude aqui o Mais Vertentes!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias