Domingo, 28 de Novembro de 2021
19°

Poucas nuvens

São João del Rei - MG

Cidades Covid-19

São João del-Rei: Prefeitura emite decreto com novos protocolos para o funcionamento de igrejas e templos religiosos

Mesmo autorizados a funcionar com 100% de capacidade de pessoas assentadas, igrejas e templos religiosos devem estimular a vacinação contra a Covid-19 e restringir a presença de pessoas que não foram imunizadas contra o vírus, de acordo com a Prefeitura

11/11/2021 às 13h45 Atualizada em 11/11/2021 às 14h50
Por: Thais Marques
Compartilhe:
Igreja de São Francisco de Assis. Foto: Reprodução/Blog Esse Mundo É Nosso
Igreja de São Francisco de Assis. Foto: Reprodução/Blog Esse Mundo É Nosso

A Prefeitura Municipal de São João del-Rei emitiu nesta quinta-feira (11) o Decreto nº 9622 que dispõe sobre o funcionamento de igrejas e templos religiosos no município durante a pandemia da Covid-19. Mesmo com a permissão funcionamento com 100% da capacidade de pessoas assentadas dentro da igreja ou templo, os protocolos sanitários em prevenção à Covid-19 devem ser acatados. Além disso, os espaços devem estimular a vacinação contra o coronavírus e desestimular a presença de pessoas que são do grupo de risco, de acordo com a Prefeitura.

Segundo o Decreto, além dos espaços religiosos promoverem o incentivo à vacinação contra a Covid-19, os mesmos devem desestimular pessoas integrantes do grupo de risco, com idade acima de 60 anos, hipertensos, diabéticos, gestantes, imunodeprimidos (pessoas com mecanismos normais de defesa contra infecções comprometidos), portadores de doenças crônicas e também pessoas que não se vacinaram contra o coronavírus, sejam fiéis, empregados ou colaboradores dos espaços.

Além disso, pessoas com sintomas da Covid-19 devem ter a entrada recusada nos locais, o uso de máscara segue obrigatório, assim como a higienização com álcool em gel 70%; e o distanciamento de 1,5 metro deve ser mantido, com marcações no piso ou em locais que restrinjam o espaço. Os locais também devem manter higienização contínua dos espaços.

Os templos e igrejas também devem assegurar que não haja pessoas em pé nos corredores ou em outros locais dos espaços, assegurar que não haja aglomerações e fazer triagem para a organização da entrada dos fiéis. Banheiros e sanitários só podem ser usados por empregados e colaboradores e bebedouros ou qualquer recipiente de água ou outro líquido devem ser interditados.

Para os templos e igrejas que compartilham alimentos ou bebidas durante a celebração, estes devem ocorrer de forma que não haja contaminação dos produtos, sendo preferencialmente distribuídos de forma individual, caso seja possível, de acordo com o Decreto.

Os velórios estão autorizados a funcionar entre as 07h e 17h00 no município, onde os espaços devem ter informações sobre os protocolos sanitários fixados e também devem restringir o acesso de pessoas com sintomas da doença e que não se vacinaram contra a Covid-19. No caso de óbito por Covid-19, seguem as orientações do Ministério da Saúde de não realizar cerimônias de velório abertas ao público, podendo estar presente apenas um familiar ou representante da família (confira o decreto na íntegra abaixo).

Conforme noticiado pelo Mais Vertentes, na manhã dessa quarta-feira (10), o prefeito de São João del-Rei, Nivaldo de Andrade (PSL), voltou a utilizar as redes sociais para informar a liberação da capacidade máxima de fiéis em igrejas e cultos religiosos. Segundo ele, a decisão foi tomada por telefone, em conversa com o pároco da Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar, Padre Geraldo Magela. O prefeito afirmou ainda que os templos estão liberados para celebrações com a capacidade máxima de fiéis.

O prefeito de São João del-Rei comparou os templos religiosos com os campos de futebol, locais abertos e com pessoas ao ar livre. De acordo com o prefeito, “porque não liberar as pessoas que estão buscando bençãos”. Mesmo achando o uso de máscaras uma demagogia, Nivaldo enfatizou que os fiéis sigam os protocolos de segurança contra a Covid-19 nestes locais.

Até o momento, a Diocese de São João del-Rei não se pronunciou sobre a decisão.

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que eles querem que publique? 

Ajude aqui o Mais Vertentes!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias