Sábado, 27 de Novembro de 2021
19°

Poucas nuvens

São João del Rei - MG

Polícia Outro lado

Bichinho: Por suposta herança, tia teria decepado o pênis do sobrinho e fingido assédio

Após repercussão sobre o caso que chocou a comunidade do Bichinho, distrito de Prados, amigos e familiares próximos ao homem esfaqueado afirmam que ele não tem histórico de assédio e apontam vingança como motivação do crime.

11/11/2021 às 15h34 Atualizada em 11/11/2021 às 18h07
Por: João P. Sacramento
Compartilhe:
Foto: Reprodução / internet
Foto: Reprodução / internet

No último dia (09), o Mais Vertentes, com base em informações preliminares divulgadas pela Polícia Militar, divulgou uma matéria sobre um homem que teve o pênis decepado após molestar uma vizinha, na comunidade de Vitoriano Veloso, o Bichinho, distrito de Prados. Porém, a partir da divulgação, pessoas próximas ao rapaz procuraram o Mais Vertentes para explicar a versão por parte do homem esfaqueado, de 41 anos, ou seja, "que seria vítima da própria tia" e que o motivo pode ter sido uma emboscada contra ele sobre uma suposta "vingança por herança".

Segundo uma fonte próxima ao rapaz, não houve assédio. O homem deu entrada por volta das 4h50 da manhã na Santa Casa de Prados, onde a PM foi acionada. Fontes disseram que ele teve 80% do pênis e testículo direito cortado, chegando ao local com pressão baixa e um grande sangramento, e rapidamente precisou ser transferido para a Santa Casa de São João del-Rei. Ainda segundo a fonte, a mulher de 59 anos é casada com o tio do rapaz e teria inventado um assédio contra o sobrinho para justificar o fato de ter esfaqueado o mesmo. A motivação do crime, segundo fontes ouvidas, teria sido vingança, por causa de uma briga por terras de uma herança. 

Ainda de acordo com moradores do distrito e próximos à família do rapaz, a mulher teria armado uma emboscada, junto com os dois filhos, para atacá-lo, porém ainda não confirmado pela polícia. Em versão não oficial, conhecidos afirmam que o rapaz foi convidado para ir até a casa da tia. Ao chegar no local, ele foi imobilizado, colocaram um saco na cabeça dele e cometeram o esfaqueamento, que acabou por atingir o órgão sexual do rapaz.

Conhecidos do rapaz afirmaram ao Mais Vertentes que ele “nunca teve nenhum histórico de assédio” e que a história dessa família já é conhecida na cidade. O jornal reforça que apenas noticiou o caso com base em informações passadas preliminarmente pela polícia, que na ocasião também só teria ouvido a versão da mulher. 

Versão da mulher

Em depoimento à PM a mulher de 59 anos disse estar cansada dos constantes estupros cometidos pelo sobrinho do marido. Ela confessou o crime e disse ter fingido fazer sexo oral na vítima e usou uma faca para decepar o pênis do mesmo. Segundo a PM, ela disse que há algum tempo o homem vinha molestando e forçando a manter relações sexuais com ela, mas que nunca contou ao marido e filhos por ser ameaçada por ele.

Durante o depoimento à polícia, a mulher relatou que teria saído para fumar no quintal de casa quando foi surpreendida pela vítima, que pulou a cerca de sua casa e a agarrou dizendo que estava morrendo de saudades. E, segundo ela, o homem já com a ereção, teria induzido que ela fizesse sexo oral, momento em que ela pediu que aguardasse pois ela pegaria um pedaço de papel. Foi então que a suspeita se aproveitou da distração dele e pegou uma faca que estava em casa. Ainda segundo a PM, ela teria fingido fazer sexo oral para segurar o pênis com uma mão e desferir o corte com a outra, confessando inclusive que o objetivo era realmente decepar o órgão sexual da vítima.

Para evitar que o marido percebesse o que aconteceu, ela teria limpado a casa antes de fugir para a casa de seu filho, onde foi encontrada pela PMMG, e presa em flagrante por lesão corporal e, posteriormente, levada para a delegacia de São João del-Rei.

Vale reforçar que o trabalho de investigação da Polícia Militar e da Polícia Civil segue em andamento, recolhendo os depoimentos de todos os envolvidos, mas tudo indica uma possível reviravolta no caso. As polícias só irão se manifestar após a conclusão da investigação.

O portal Mais Vertentes reitera seu compromisso com a verdade e sua confiança nas informações repassadas pelos órgãos de segurança. Reafirmamos nosso apoio a comunidade do Bichinho e seus moradores. Aguardamos o encerramento da investigação para atualizar o assunto.

 

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que eles querem que publique? 

Ajude aqui o Mais Vertentes!

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias