Domingo, 28 de Novembro de 2021
19°

Poucas nuvens

São João del Rei - MG

Cidades Impedimento

Barbacena: Após pedido do Iphan, Ministério Público manda fechar estacionamento da Igreja da Boa Morte

MPF ajuíza ação civil pública para impedir que os carros fiquem parados dentro de igreja bicentenária; Iphan afirma que os veículos prejudicam a fachada da imóvel religioso, tombado pelo Patrimônio Histórico, além de degradar a construção

17/11/2021 às 15h05
Por: João P. Sacramento
Compartilhe:
Na imagem, Igreja da Boa Morte, em Barbacena: Foto: Reprodução / TV Integração
Na imagem, Igreja da Boa Morte, em Barbacena: Foto: Reprodução / TV Integração

O estacionamento da Igreja da Boa Morte, em Barbacena, foi fechado após uma Ação Civil Pública (ACP), ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF). O órgão afirmou que os veículos prejudicam a fachada da igreja, que é tombada pelo Iphan, além de degradar a construção. Pároco teme afastamento de fiéis da igreja.

A igreja da Boa Morte fica na região central de Barbacena, e tem mais de 200 anos de história. Por esse motivo, a construção e a fachada foram tombadas como patrimônio histórico nacional.

A situação é resultado de um conflito entre o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a paróquia de Nossa Senhora de Assunção. O Iphan alega que os veículos estacionados atrapalham a fachada da igreja. Com a decisão, os portões da igreja serão abertos uma hora antes das missas e o número de veículos que podem estacionar no local passou a ser limitado.

"O que dá vida à paróquia, que da vida é a igreja é o público e o fechamento nos assusta porque a gente vê todo esse entorno vazio. Quando se fecha os portões e abre somente uma hora antes da celebração, a gente percebe que o público vai diminuindo", afirmou o pároco Valter Monteiro da Paixão.

O estacionamento era usado, também, por quem ia a enterros e velórios no cemitério da Boa Morte, que fica atrás da igreja, uma vez que as ruas no entorno não possuem muitas vagas para veículos. "É muito triste pra gente ver esse pátio fechado prejudicando, claro, a comunidade católica, comércio, as escolas, e toda uma comunidade afetada por uma decisão, ao meu ver, arbitrária como essa", afirmou o professor e administrador, Renato Oliveira.

Entenda o caso 

O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP) pedindo o fechamento imediato do estacionamento da Igreja da Boa Morte. No mês passado foi realizada uma audiência de conciliação e, desde então, o espaço está fechado na maior parte do dia.

Com a determinação judicial, o estacionamento só pode ser aberto uma hora antes da missa e para número limitado de carros. A igreja realiza missas diariamente, exceto às segundas-feiras. Além disso, a paróquia deverá apresentar um projeto de readequação em até 90 dias.

Conforme a ACP, o Iphan também virou réu do processo, visto que é responsável pelo patrimônio. Procurado, o instituto informou que não se pronuncia sobre casos em andamento na Justiça.

De acordo com a administração da paróquia, o Iphan, responsável pela fiscalização dos patrimônios, já havia solicitado alguns ajustes no local, mas não apresentou ajuda financeira para a realização das obras. Os pedidos dizem respeito a manutenção da estrutura, obras de conservação e reparação da igreja.

A paróquia ainda afirmou que não tem recursos financeiros para custear esse e outros reparos solicitados. Por isso, o caso foi parar na Justiça. Após a audiência de conciliação, a Igreja deverá apresentar um projeto para tentar solucionar a manutenção do estacionamento sem causar prejuízo à fachada. O prazo para apresentação do projeto é de 90 dias.

"O estacionamento fica fechado até que a gente consiga apresentar o projeto, ele seja aprovado e partir para execução", explicou o advogado da Associação Irmandade da Boa Morte, Ezequiel Inácio Fonseca.

Com informações: G1 Zona da Mata

 

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que os poderosos querem que publique? 

Ajude aqui o Mais Vertentes!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias