Sábado, 27 de Novembro de 2021
17°

Poucas nuvens

São João del Rei - MG

Saúde Saúde

Minas Gerais: Municípios e prestadores devem aderir a acordo para começarem a receber R$ 6,7 bilhões em dívidas do Fundo Estadual de Saúde

Formulário com termo de adesão já está disponível em plataforma eletrônica; governo de Minas Gerais cria site para orientar gestores municipais no processo

25/11/2021 às 14h51
Por: Thais Marques
Compartilhe:
No dia 08/11, o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Fábio Baccheretti, assinou um dos termos do acordo. Foto: Fábio Marchetto/SES-MG
No dia 08/11, o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Fábio Baccheretti, assinou um dos termos do acordo. Foto: Fábio Marchetto/SES-MG

Nessa quarta-feira (25), o Governo de Minas disponibilizou para os gestores municipais o termo de adesão ao acordo para recebimento de R$ 6,7 bilhões em recursos devidos do Fundo Estadual de Saúde (FES), enviados pelo governo estadual aos municípios mineiros e a prestadores de serviços assistenciais. De acordo com o Estado, a adesão ao acordo é etapa fundamental para que os credores possam começar a receber os repasses já no mês de dezembro deste ano.

Os pagamentos são relativos ao acordo homologado no dia 08 de novembro entre o governo do Estado de Minas Gerais, o Ministério Público, a Associação Mineira dos Municípios (AMM) e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems-MG), com a participação do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais e homologação pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Trata-se de valores de repasses em atraso desde 2009. O acordo foi anunciado pelo governador Romeu Zema (Novo) durante sua visita à São João del-Rei em outubro e antecipado pelo Mais Vertentes. Leia mais informações aqui.

Segundo o governo estadual, os recursos serão pagos em três etapas. Em dezembro deste ano será feito o primeiro aporte, no valor de R$ 400 milhões, pelo governo estadual. Entre os meses de janeiro e junho de 2022, outros R$ 400 milhões serão pagos. O valor residual será quitado em 96 parcelas mensais e consecutivas, a partir de janeiro de 2023.

Como destaca o subsecretário de Inovação e Logística da SES-MG, Leonan Felipe dos Santos, o acordo firmado junto à AMM e Cosems para pagamento da dívida é fruto de um trabalho conjunto e do processo de busca pelo equilíbrio das contas do Estado. “Com a adesão dos municípios ao acordo, temos a certeza do pagamento dos valores conforme os termos previstos. Esse recurso será fundamental para os gestores municipais e acreditamos que chegará em um momento essencial, uma vez que ajudará nos desafios trazidos pela pandemia”, avalia Santos.

Como aderir

Para adesão, é necessário que os credores realizem, primeiramente, o cadastro de usuário externo no Sistema Eletrônico de Informações (SEI), acessível pelo link: www.sei.mg.gov.br. O procedimento deve ser feito por prefeitos, representantes legais de entidades e advogados. Em seguida, deve haver o preenchimento do “Formulário de Adesão ao Termo de Acordo”, com posterior encaminhamento, também via SEI, para a unidade SES/ACORDO.

Para auxiliar os gestores no processo, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) criou um sítio eletrônico com um “passo a passo” contendo orientações e a descrição dos documentos necessários. O endereço do site é www.saude.mg.gov.br/acordofes.

 

Com informações: Jornalismo SES-MG*

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que eles querem que publique? 

Ajude aqui o Mais Vertentes!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias