Quinta, 20 de Janeiro de 2022
19°

Poucas nuvens

São João del Rei - MG

Saúde Covid-19

Brasil: Crianças com comorbidade terão prioridade na vacinação contra a Covid-19

De acordo com o Ministério da Saúde, intervalo entre as doses 1 e 2 da vacina Pfizer será de 8 semanas; entre 2020 e 2021, Minas Gerais registrou quase 45 mil casos de Covid em crianças de 5 a 11 anos de idade

06/01/2022 às 14h17 Atualizada em 06/01/2022 às 14h34
Por: Thais Marques
Compartilhe:
Vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos está prevista para começar em janeiro. Foto: Getty Images/Ivan Pantic
Vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos está prevista para começar em janeiro. Foto: Getty Images/Ivan Pantic

O Ministério da Saúde detalhou, nessa quarta-feira (05), em entrevista coletiva em Brasília, como será a campanha de vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos de idade em todo o país. De acordo com a pasta, a prioridade na imunização será para crianças com comorbidades, deficiências permanentes, além de indígenas e quilombolas. O estado de Minas Gerais registrou, entre os anos de 2020 e 2021, cerca de 45 mil casos positivos nesta faixa etária que será contemplada com a imunização contra a Covid-19.

A ordem da vacinação é definida por lei e visa garantir maior proteção às crianças que podem ter maiores complicações decorrentes da Covid-19.

A sequência da ordem de vacinação deve ser definida por cada município, de acordo com a secretária de Enfrentamento à Covid, do Ministério da Saúde, Rosana Leite de Melo. "Isso vai ser decidido pelos municípios, que vão definir como vai ser feita essa vacinação", diz.

De acordo com a secretária, a recomendação do Ministério da Saúde é vacinar, na sequência, as crianças que vivem junto a pessoas imunossuprimidas. Depois, é possível dar início a vacinação às crianças sem comorbidade, iniciando pelas mais velhas. "Comparativamente, apresentam um pouco mais de sintoma", afirma. 

Ainda segundo a secretária, as famílias devem consultar um médico antes de levarem seus filhos para vacinar. "É imprescindível que consultem um médico antes de tomarem a vacina. Embora sejam raros, temos efeitos adversos e, nesse público, o cuidado deve ser maior", afirma. 

A fala ocorre semanas depois de o Ministério da Saúde tentar impor uma medida para que a vacinação só fosse autorizada com uma receita médica. A medida foi criticada por governadores de mais de 20 estados, que declararam que não exigiriam a documentação, que poderia dificultar o avanço da vacinação nesta faixa etária.  

Conforme noticiado pelo Mais Vertentes, a Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), informou no dia 30 de dezembro, que a vacinação das crianças contra a Covid-19 terá início ainda em janeiro e que não será exigida receita médica. Leia mais informações aqui.

Intervalo

O Ministério da Saúde também definiu que o intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina contra a Covid-19 deve ser de oito semanas, também no caso das crianças. Dessa forma, a criança que for vacinada na segunda quinzena de janeiro deverá retornar a um posto de saúde, na segunda quinzena de março para receber a segunda dose. 

Casos em crianças

Entre 2020 e 2021, o estado de Minas Gerais registrou quase 45 mil casos de covid-19 em crianças de 5 a 11 anos de idade. Essa faixa etária começará a ser vacinada, ainda este mês, em todo o país. Os dados foram apresentados pelo Ministério da Saúde, nessa quarta-feira (05), em entrevista coletiva realizada em Brasília.

De acordo com os dados, foram 11.290 casos registrados em 2020. Os números triplicaram no ano seguinte, com a confirmação de 34.505 registros. De acordo com o Ministério da Saúde, 19 crianças morreram em decorrência da Covid em Minas Gerais. 

Em todo o país, foram registrados 243 mil casos em 2020 e 324 mil casos em 2021, totalizando 567 mil registros nos últimos dois anos. 

 

Com informações: Rádio Itatiaia*

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que os poderosos querem que publique? 

Ajude aqui o Mais Vertentes!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias