Quinta, 20 de Janeiro de 2022
20°

Poucas nuvens

São João del Rei - MG

Saúde Atendimento

São João del-Rei: UPA está sobrecarregada devido aumento de casos de gripe e Covid no município, afirma Secretaria de Saúde

Secretaria de saúde reforça campanha de vacinação contra a gripe na cidade; pasta também esclarece sobre falta de profissionais nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade

06/01/2022 às 15h52 Atualizada em 06/01/2022 às 18h34
Por: Thais Marques
Compartilhe:
Unidade de Pronto Atendimento de São João del-Rei. Foto: Reprodução/Redes Sociais
Unidade de Pronto Atendimento de São João del-Rei. Foto: Reprodução/Redes Sociais

Com o recente aumento de casos de Covid-19 e da Influenza A/H3N2 na microrregião, a Unidade de Pronto Atendimento de São João del-Rei, pólo em atendimento na saúde, está sobrecarregada, afirma a Secretaria Municipal de Saúde de São João del-Rei. Em entrevista ao portal Mais Vertentes nessa quarta-feira (05), o secretário municipal de saúde, Renê Marcos, disse que o município deu início a uma campanha de reforço da vacinação contra a gripe na população nessa semana. Além disso, a vacinação contra a Covid-19, assim como contra a gripe, segue ocorrendo nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

De acordo com o secretário Renê, não há falta de médicos na UPA, mas que está ocorrendo uma "sobrecarga" no atendimento devido à recente alta procura. "Está tendo uma sobrecarga na UPA, pois houve um aumento de casos de Influenza H3N2 não só em São João, mas como na região e em todo o Brasil, sendo um aumento alarmante".

Diante deste cenário, Renê Marcos informou que o município está reforçando a vacinação contra a gripe na população, onde será feita uma campanha em toda a cidade. A princípio, estão sendo disponibilizadas vacinas contra a para grandes empresas. "Se uma pessoa contaminada vai para uma empresa onde tem até 300 funcionários, ela pode infectar os demais e aumentar o número de casos. Então começamos nessa terça (04) a campanha de vacinação contra a gripe, pois a vacinação contra a Covid-19 continuam a ocorrer normalmente nos postos de saúde", informou o secretário.

Além disso, o secretário afirmou que a pasta irá disponibilizar, em breve, a vacina contra a Influenza em locais estratégicos da cidade, onde há grande movimentação de pessoas, como os supermercados. Importante ressaltar que, mesmo ainda não havendo uma vacina específica para a variante H3N2, a imunização contra a gripe com a vacina já disponibilizada segue recomendada pelo Ministério da Saúde.

Além disso, em coletiva realizada nessa quarta (05), a pasta informou que a vacina específica para a nova cepa chegará no país em março de 2022. 

Em relação à vacinação contra a Covid-19, o tempo de aplicação entre as doses 2 e a dose de reforço (terceira dose) foi estipulado pelo Ministério da Saúde em quatro meses. Para pessoas imunossuprimidas, o prazo de aplicação entre as doses é de 28 dias. A Secretaria recomenda que a população procure a UBS mais próxima para o agendamento da imunização contra a Covid-19 e que conclua o esquema vacinação contra o vírus.

Sintomas da H3N3

Os principais sintomas da Influenza A/H3N2 são os mesmos da gripe comum: febre alta de início súbito, dores nas articulações, nariz congestionado, coriza, tosse, inflamação na garganta e fortes dores de cabeça. Pode haver vômito e diarreia principalmente em crianças.

Para evitar que mais pessoas tenham gripe, é preciso que todos mantenham o uso de máscaras, lavem as mãos frequentemente, utilizem álcool em gel 70% e evitem aglomerações. Caso apresentem os sintomas dessa gripe, o ideal é se isolar por até seis dias, observando sempre se há necessidade de um atendimento médico.

Testagem 

De acordo com os protocolos da Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), a testagem para Influenza no SUS “é realizada na rotina programática e amostral da Vigilância Sentinela da Influenza, para casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) hospitalizados ou óbitos suspeitos de SRAG, além de situações de surtos de Síndrome Gripal”. Ou seja, o protocolo prioriza a testagem em casos com sintomas graves.

Em São João del-Rei, o Setor de Vigilância Epidemiológica confirmou um caso da variante do vírus Influenza A/ H3N2 no dia 28 de dezembro. Questionada pela nossa reportagem nesta quinta-feira (06), a superintendente de serviços e programas em saúde de São João del-Rei, Michele Caroline do Nascimento informou que, até o momento, nenhum outro caso foi confirmado no município. A superintendente também ressaltou que a cidade recebe os resultados referentes à Influenza H3N2 quando a amostra é coletada nos casos suspeitos de Covid e o mesmo negativa, sendo assim a amostra encaminhada para Fundação Ezequiel Dias (Funed).

Falta de médicos

O portal Mais Vertentes recebeu nesta semana diversas denúncias sobre a falta de médicos em várias Unidades de Saúde do município. Questionado pela nossa reportagem, o secretário Renê Marcos disse que "na UPA não está faltando médicos", ressaltou a sobrecarga que a Unidade está enfrentando, e disse que a defasagem de profissionais é em razão "de vários terem pedido demissão no final mês de dezembro".

"Nós inicializamos uma equipe pequena de 'transição', com todos os funcionários porque, com a homologação do Concurso Público Municipal, nós iniciaremos a convocatória. A única secretaria que consegui essa equipe de transição foi a de saúde. Só que vários médicos pediram demissão, alguns tivemos que mandar embora e fazer o acerto, para fazer a convocatória do pessoal do Concurso, tivemos que fazer esse acerto. Tivemos problemas em relação ao Mais Médicos, pois alguns contratos se encerraram e não conseguimos reforço. Já fui em Brasília uma vez, informaram que agora o programa é o Médicos pelo Brasil, só que nós não conseguimos reforço e é um grande problema", relata o secretário.

Renê também informou que está sendo feito um rodízio para o atendimento nos postos de saúde, para atender a população. "Está sendo difícil, mas no momento é a única forma de estarmos atendendo a população. Com a homologação do Concurso, nós vamos estar chamando outros profissionais. Vamos começar a chamar em fevereiro, já passei a lista para o prefeito Nivaldo de Andrade (PSL) para chamar esses médicos e ele disse que somos prioridade."

 

Com informações: Agência Minas*

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que os poderosos querem que publique? 

Ajude aqui o Mais Vertentes!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias