Quinta, 20 de Janeiro de 2022
19°

Poucas nuvens

São João del Rei - MG

Cidades Doação de sangue

São João del-Rei: Jovem são-joanense com doença autoimune precisa de 36 doadores de sangue. Saiba como ajudar!

As doações, de qualquer tipo sanguíneo, podem ser feitas em qualquer unidade do Hemominas do Estado

06/01/2022 às 18h03 Atualizada em 07/01/2022 às 21h56
Por: Thais Marques
Compartilhe:
Nicolas Ferreira de Resende, de 24 anos, precisa de pelo menos 36 doadores de sangue, de qualquer tipo sanguíneo. Foto: Reprodução/Arquivo pessoal
Nicolas Ferreira de Resende, de 24 anos, precisa de pelo menos 36 doadores de sangue, de qualquer tipo sanguíneo. Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

O jovem são-joanense Nicolas Ferreira de Resende, de 24 anos, está lutando contra a doença autoimune chamada Púrpura trombocitopênica, que destrói suas plaquetas, e está precisando de doação de sangue. As doações, de qualquer tipo sanguíneo, podem feitas em qualquer unidade do Hemominas do Estado.

Uma campanha está sendo realizada nas redes sociais pela Associação João Pedro Sena, assim como por vários amigos e familiares de Nicolas, para a doação de sangue ao jovem, que necessita de pelo menos 36 doadores de qualquer tipo sanguíneo. As doações podem ser feitas em qualquer unidade do Hemominas de Minas Gerais, basta que a mesma seja direcionada a Nicolas Ferreira de Resende, que está internado atualmente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São João del-Rei.

Em São João del-Rei, o Hemominas fica na rua Prefeito Nascimento Teixeira, nº 175, localizado no bairro Segredo. O horário de atendimento é de 07h às 18h00, de segunda à sexta. O número para o contato é o (32) 3322-2900. O agendamento online pode ser realizado pelo site oficial do Hemominas. Veja mais informações aqui.

Os requisitos para doar sangue são:

  • Estar alimentado. Evite alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação de sangue;
  • Caso seja após o almoço, aguardar 2 horas;
  • Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;
  • Pessoas com idade entre 60 e 69 anos só poderão doar sangue se já o tiverem feito antes dos 60 anos;
  • A frequência máxima é de quatro doações de sangue anuais para o homem e de três doações de sangue anuais para as mulher;
  • O intervalo mínimo entre uma doação de sangue e outra é de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.

De acordo com a família, Nicolas está há oito dias internado na UPA em decorrência da doença, que até então não havia apresentado nenhum sintoma da doença. A família também entrou com uma ação judicial para que o jovem seja transferido para uma Unidade de Saúde que tenha um profissional hematologista, especialista nesse tipo de tratamento.

Sintomas

Os sintomas da Púrpura surgem quando a queda do número de plaquetas compromete o processo de coagulação do sangue a ponto de provocar sangramentos. Os mais típicos são os sangramentos que se localizam na pele ou nas mucosas sob a forma de petéquias (manchas puntiformes) ou equimoses (manchas maiores). Podem ocorrer também sangramentos nasais (epistaxes), nas gengivas, gastrintestinais e no trato urinário. A ocorrência de edemas, dor nas pernas e hemorragias menstruais são mais difíceis de controlar.

A intensidade dos sintomas varia muito de um paciente para outro. Em alguns casos, eles podem ser assintomáticos e dispensam tratamento.

Tratamento

O tratamento da púrpura com cortiscosteroides (prednisona) por via oral visa controlar os sintomas e provocar aumento gradual das plaquetas no sangue. O risco de sangramento diminui consideravelmente, quando a contagem das plaquetas atinge 50 mil. Por causa dos efeitos colaterais adversos, o medicamento deve ser retirado aos poucos ou reduzido a doses mínimas o mais depressa possível.

Doses altas de imunoglobulina por via intravenosa são úteis para conter os sangramentos agudos e elevar a contagem de plaquetas. Por isso receber doações de sangue é viável neste caso.

 

 

Com informações: Uol*

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que os poderosos querem que publique? 

Ajude aqui o Mais Vertentes!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias