Quinta, 20 de Janeiro de 2022
19°

Poucas nuvens

São João del Rei - MG

Cidades Covid-19

Brasil: Primeira morte no Brasil pela variante Ômicron é registrada em Goiás

De acordo com a prefeitura de Aparecida de Goiânia, a vítima era um homem de 68 anos portador de doença pulmonar crônica, hipertenso, que já tinha se vacinado com três doses

07/01/2022 às 17h03 Atualizada em 07/01/2022 às 17h24
Por: Thais Marques
Compartilhe:
Variante Ômicron. Foto: Reprodução/Getty Images
Variante Ômicron. Foto: Reprodução/Getty Images

A cidade de Aparecida de Goiânia, em Goiás, registrou a primeira morte pela variante Ômicron do Coronavírus, nessa quinta-feira (06). De acordo com a prefeitura, a vítima era um homem de 68 anos, hipertenso e portador de “doença pulmonar obstrutiva crônica”, que estava internado em um asilo local. Ao todo, 52 pessoas do asilo foram diagnosticadas com a Covid-19 e cinco amostras foram sequenciadas, onde todas foram confirmadas para a variante Ômicron.

O Ministério da Saúde confirmou nessa quinta (06) que a fatalidade é a primeira causada pela variante no país notificada a pasta. “O paciente era contactante de um caso que a pasta já havia confirmado como infecção pela variante. O homem estava vacinado com três doses”, informou a Prefeitura de Aparecida de Goiânia em nota.

A Secretaria de Saúde da cidade informou que a confirmação da morte acontece dez dias após a declaração de transmissão comunitária da cepa na cidade.

“Nós perdemos um paciente vacinado, mas que tinha problemas crônicos de saúde, que são importantes fatores de risco da Covid-19. Infelizmente, ele não resistiu. Uma vida perdida em meio a milhares salvas pela imunização”, declarou o secretário de Saúde de Aparecida, Alessandro Magalhães.

O prefeito da cidade, Gustavo Mendanha (MDB), lamentou a morte e disse que determinou a ampliação do Programa de Vigilância Genômica para sequenciamento das amostras positivas de Covid-19.

Até esta sexta (07), a cidade de Aparecida de Goiânia registra 55 casos da Ômicron – a variante tem prevalência de 93,5% na cidade. Os primeiros casos na cidade foram descobertos no dia 12 de dezembro.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia, os idosos diagnosticados positivos para a Covid-19 no asilo onde residia a vítima da Ômicron foram isolados e receberam atendimento médico. Apenas um deles segue internado na enfermaria de um hospital da cidade.

 

Ômicron

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a variante Ômicron é altamente transmissível, por isso o recorde de casos de Covid-19 em uma semana no mundo. Entre 27 de dezembro de 2021 e 2 de janeiro deste ano, foram contabilizadas mais de 9 milhões e meio de novas infecções. Um aumento superior a 70% em relação à semana anterior. Apesar disso, o número de mortes caiu 10%, o que, ainda segundo a OMS, demonstra a proteção oferecida pelas vacinas contra a doença.

O presidente da Sociedade Brasileira de Virologia, Flávio Fonseca, aponta que a variante ômicron está sendo considerada pela comunidade científica como um dos vírus mais infecciosos já conhecidos pela ciência, superando o do sarampo. E que, como as outras variantes, provoca uma perda parcial de eficácia das vacinas. Mesmo assim, ele adverte que a vacinação completa continua sendo fundamental para se defender da covid.

Para evitar o contágio, a OMS lembra que seguem valendo as medidas de proteção individual, como lavar as mãos e utilizar álcool em gel, usar máscaras e manter o distanciamento social.

 

Com informações: Agência Brasil e CNN Brasil*

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que os poderosos querem que publique? 

Ajude aqui o Mais Vertentes!

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias