Quarta, 25 de Maio de 2022
12°

Poucas nuvens

São João del Rei - MG

Cultura Queijos Artesanais

Minas Gerais: Concurso promete eleger os melhores queijos artesanais do Brasil

Epamig é parceira da CNA no evento, que vai avaliar três categorias. Inscrições estão abertas até 22/4

11/04/2022 às 15h08 Atualizada em 11/04/2022 às 19h18
Por: João P. Sacramento
Compartilhe:
Imagem meramente ilustrativa. Foto: Internet / Reprodução
Imagem meramente ilustrativa. Foto: Internet / Reprodução

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), anunciou a realização da edição Queijos do Prêmio CNA Brasil Artesanal. O concurso, que irá premiar os melhores queijos em diversas categorias e está com inscrições abertas até o dia 22/4.

O evento é em parceria com a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Para participar, o produtor deve ser inscrito e ou efetuar cadastro no Programa de Alimentos Artesanais e Tradicionais do Sistema CNA/Senar, além de atender aos critérios da legislação específica sobre queijos artesanais e ao regulamento do prêmio.

As categorias que serão avaliadas na premiação são: artesanal tradicional de 30 a 180 dias de maturação; artesanal com tratamento térmico; e artesanal com adições/ aromatizados/ condimentados. O participante pode inscrever um produto por categoria. O edital e o passo a passo para as inscrições podem ser consultados pelo site (https://www.cnabrasil.org.br/artesanaisetradicionais/).

Após a confirmação da inscrição, as amostras dos queijos participantes devem ser encaminhadas para a sede da Epamig, em Belo Horizonte (Avenida José Cândido da Silveira, 1.647, Bairro União), conforme as instruções e recomendações constantes no edital. As postagens das amostras via Correios ou transportadoras devem ser feitas até o dia 30/4 e as entregas presenciais ocorrer entre os dias 2 e 6/5.

Avaliação

A primeira etapa de avaliação dos queijos contará com a participação de um júri qualificado, composto por especialistas nacionais, selecionados pela Comissão Técnica.

Nesta fase, a coordenação das atividades será dos pesquisadores/ professores da Epamig Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT), Fernando Antônio Resplande Magalhães e Paulo Henrique Costa Paiva e Daniel Arantes Pereira (Campo Experimental Risoleta Neves/ Epamig).

Para a avaliação dos atributos sensoriais, os critérios considerados são aspecto global (aparência do queijo sem a embalagem), cor, textura (olhaduras, por exemplo), odor (cheiro do queijo), aroma, consistência e sabor. 

Após a seleção pelo júri técnico, os cinco melhores produtos classificados por categoria participarão de uma avaliação por um júri popular, coordenada pela CNA, em Brasília. Os vencedores serão definidos pela soma das pontuações nos dois julgamentos e a terceira etapa, que consiste na avaliação da história dos produtos.

Com informações: Agência Minas

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que “eles” querem que você saiba?  

Ajude aqui o Mais Vertentes!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias