Quarta, 25 de Maio de 2022
12°

Poucas nuvens

São João del Rei - MG

Cidades Confusão

Barbacena: INSS confunde dados de gêmeas e nega auxílio maternidade para uma das irmãs

O pedido foi indeferido pelo órgão que alegou que ela já o recebia. Os dados estavam misturados com o da irmã gêmea dela

25/04/2022 às 12h31
Por: João P. Sacramento
Compartilhe:
Mulher tem salário maternidade negado após INSS confundir dados com o da irmã gêmea dela em Barbacena. Foto: Reprodução / TV Integração
Mulher tem salário maternidade negado após INSS confundir dados com o da irmã gêmea dela em Barbacena. Foto: Reprodução / TV Integração

A maquiadora Eliane da Silva Zille teve o benefício de auxílio salário maternidade negado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em Barbacena. Ela realizou o pedido, mas ele foi indeferido pelo órgão, que alegou que ela já o recebia. Os dados, na verdade, estavam misturados com o da irmã gêmea dela.

Eliane Zille relatou estranheza ao ter o pedido negado e revelou que ao consultar o Cadastro de Pessoa Física (CPF) dela, percebeu que apareciam os dados da irmã gêmea, que também havia dado à luz um bebê e já recebia um salário maternidade. 

"Eu trabalhei até o último momento da gravidez contando com o auxílio, infelizmente não consegui, estou contando com o salário do meu marido", contou a maquiadora. A irmã gêmea de Eliane teve um filho em abril e entrou com o pedido, já a maquiadora, que teve o filho em agosto, não conseguiu o benefício.

Eliane teve um filho há cerca de 8 meses e ainda não conseguiu receber o auxílio. Segundo o INSS, o sistema acusa Elaine de ter entrado com dois pedidos de salário maternidade.  Diante da negativa, a mulher tem dependido da renda do marido para pagar as despesas.

A advogada Josania Cunha explicou que o ideal nesses casos é procurar o INSS para tentar solucionar o problema e que, caso não seja possível o acordo, procurar a ajuda de um profissional.

O INSS ainda não se pronunciou sobre o caso e nem esclareceu quando a confusão será resolvida. Esse não é um caso isolado, segundo a plataforma Dados Abertos do INSS, nos últimos seis meses, 43 benefícios de auxílio salário maternidade foram indeferidos pelo órgão em Minas Gerais por divergência de informações entre documentos.

Com informações: G1

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que “eles” querem que você saiba?  

Ajude aqui o Mais Vertentes!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias