Quarta, 25 de Maio de 2022
13°

Poucas nuvens

São João del Rei - MG

Polícia Hackers

São João del-Rei: Polícia Civil ouve depoimento de suspeito de invadir base de dados de banco

Suspeito por hacker prestou esclarecimento dos fatos na Delegacia Civil. Os equipamentos de informática apreendidos seguirão para São Paulo para a devida análise de conteúdo criminal

25/04/2022 às 13h40 Atualizada em 25/04/2022 às 23h35
Por: João P. Sacramento
Compartilhe:
Foto: Divulgação / PCMG
Foto: Divulgação / PCMG

Na manhã desta segunda-feira (25), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deflagrou uma operação para investigar um morador de São João del-Rei suspeito de vazar dados de clientes do Banco Pan. O suspeito de integrar quadrilha de hackers foi localizado e encaminhado para a delegacia, onde prestou esclarecimento sobre os fatos.

De acordo com o Delegado Regional de São João del-Rei, Dr. Luiz Carlos Ferreira Pires, com as devidas autorizações judiciais, os policiais também apreenderam vários equipamentos de informática, que seguirão com a equipe do Departamento Estadual de Investigações Criminais de São Paulo (Deic/SP) para a devida análise de conteúdo criminal.

Foto: Divulgação/ Polícia Civil

O suspeito pedia o resgate dos dados em troca de uma quantia em bitcoins (criptomoeda livre e descentralizada, um dinheiro eletrônico para transações financeiras). O Banco Pan já confirmou que houve a invasão de uma das bases de dados da instituição e que informações de clientes, como o limite disponível e o saldo devedor, foram vazados. 

Segundo o Banco Pan, nenhum dado como senha, número de cartão, Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou qualquer tipo de dado que ameace o cliente ou o banco foi vazado. A perícia do Deic/SP ainda não apresentou nenhum laudo preliminar sobre a perícia.

A operação contou com a participação de policiais paulistas - delegado, escrivão e investigadores - e com o apoio de 16 investigadores lotados na Delegacia Regional de Polícia em São João del-Rei.

ERRATA: Havíamos informado no título da matéria que o suspeito havia sido preso, porém o autor - considerado suspeito pela Polícia Civil de São Paulo e de Minas Gerais - apenas foi levado para a delegacia para prestar esclarecimentos. Pedimos desculpas pelo equívoco e corrigimos a chamada.

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que “eles” querem que você saiba?  

Ajude aqui o Mais Vertentes!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias