Quarta, 25 de Maio de 2022
13°

Poucas nuvens

São João del Rei - MG

Geral Briga no Clero

Minas Gerais: Após expulsão, bispo fica ferido em briga com padre em Governador Valadares

De acordo com a Polícia Militar, a discussão teve início após o bispo procurar o pároco para discutir questões rotineiras e da paróquia

02/05/2022 às 13h23 Atualizada em 02/05/2022 às 20h30
Por: João P. Sacramento
Compartilhe:
Dom Antônio Carlos Félix. Foto: Divulgação / Diocese de Governador Valadares
Dom Antônio Carlos Félix. Foto: Divulgação / Diocese de Governador Valadares

Neste sábado (30), em Governador Valadares, norte de Minas Gerais, o Bispo Dom Antônio Carlos Félix, foi agredido pelo  Padre Geraldo Luiz de Andrade. A Diocese afirmou que o sacerdote já vinha sendo acompanhado por causa de transtornos psicológicos e que “prestará o apoio necessário à recuperação” dele.

De acordo com a Polícia Militar, o Padre disse ainda que o sacerdote o pediu para providenciar uma novo imóvel, pois não poderia mais residir na casa paroquial. A justificativa é que ela não comporta dois padres. Ainda segundo a PM, o pároco informou também que se sentiu desrespeitado durante a conversa entre os dois, sendo agredido verbalmente e que apenas se defendeu.

Aos policiais, o Bispo informou que tentava dialogar com o padre sobre a situação da paróquia e assuntos de rotina. Segundo ele, durante a conversa, o pároco teria pegado uma cadeira para agredi-lo. Logo depois, eles caíram no chão, continuando a luta corporal. De acordo com a polícia, o Bispo apresentou lesões no pescoço e braço. 

No boletim de ocorrência, os militares informaram que o Padre aparentava estar sob efeito de remédio. Testemunhas disseram que ele fazia uso de medicamentos para depressão. O Samu foi acionado e o pároco foi encaminhado ao hospital.

Padre Geraldo de Andrade foi “internado na ala psiquiátrica do hospital municipal”, informou a Diocese. O Bispo Dom Félix “passa bem e seguirá cumprindo sua agenda normalmente”.

Em nota, a Diocese de Governador Valadares reforçou “seu repúdio a todo e qualquer ato de violência, seja física, psicológica, moral e afins” e disse que “considera extremamente importante o esclarecimento dos fatos, evitando a propagação de fake news”.

Fonte: G1

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que “eles” querem que você saiba?  

Ajude aqui o Mais Vertentes!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias