Segunda, 27 de Junho de 2022
12°

Muitas nuvens

São João del Rei - MG

Polícia Pichações

São João del-Rei: Polícia prende jovem e fecha o cerco contra pichações em patrimônios da cidade

Jovem é flagrado pichando propriedade privada no Centro. Dupla de pichadores também é denunciado e tem material apreendido nos bairros Fábricas e Bela Vista

06/06/2022 às 14h10 Atualizada em 07/06/2022 às 20h01
Por: João P. Sacramento
Compartilhe:
Foto: Divulgação / PMMG
Foto: Divulgação / PMMG

Nos últimos dias (05 e 06), a Polícia Militar fechou o cerco contra pichadores em São João del-Rei. Um jovem foi preso em flagrante enquanto pichava um muro, no bairro Centro. Outra dupla foi denunciada, no bairro Fábricas e no Bela Vista, e teve o material apreendido. Uma quantidade pequena de maconha também foi apreendida com os jovens. 

Na noite do último dia 05, um homem de 20 anos foi flagrado pichando o muro da Fábrica Brasil, na rua Paulo Freitas, bairro Centro, em São João del-Rei. Realizada abordagem e busca pessoal, foi encontrado dois sprays de tintas e uma caneta usada para pichar.

O autor informou que mudou para a cidade há dois meses para estudar e confessou ter feito diversas pichações pela cidade hoje e em outros dias. Questionado, o jovem informou que sua pichação seria as letras "ESC" que faz alusão ao remédio antidepressivo que ele faz uso. 

As pichações foram localizadas em diversos pontos da cidade, em prédios públicos e privados. Perguntado ao autor se tinha mais material utilizado nas pichações em sua residência, o jovem informou a PM que tinha apenas mais uma caneta e maconha para seu consumo, esclarecendo que é usuário.

Na residência do autor foram localizados um pedaço de substância esverdeada do tamanho de uma caixa de fósforo análoga à maconha, mais uma caneta usada em pichação, alguns rascunhos de folhas escritas usadas para treinamento do autor para realizar as pichações pela cidade.

O autor foi preso e encaminhado à Delegacia de Plantão de São João del-Rei.

Dupla denunciada

Já na madrugada desta segunda-feira (06), com informações de que uma mulher de 18 anos, e um homem de 25, seriam autores de pichação na cidade, equipes da PM deslocaram até uma república, no bairro Fábricas. No local, a PM afirmou que realizou contato com a mulher suspeita, que afirmou já saber sobre a prisão do colega. 

A jovem assumiu que, em outras datas, pichou o prédio da receita estadual no centro da cidade com as letras "Lau", inclusive reconheceu por foto sua pichação, sendo visualizado pelos policiais uma pichação idêntica no interior de seu quarto.

A equipe perguntou se tinha mais algum material usado para pichar, a autora das pichações entregou uma lata de tinta spray Premium de cor preta, informando a PM que estava arrependida e não iria mais pichar a cidade. 

Um segundo autor, de 25 anos, que seria morador de uma república do Bairro Bela Vista, não foi encontrado em casa. No local, a PM fez contato e foi recebida por um morador, que autorizou a entrada, e no quarto do cidadão sobre quem recai as denúncias de pichação, seu colega entregou 4 latas de tinta spray de cores preto, laranja, azul e branco (usadas nas pichações) e uma porção de maconha que estava debaixo da cama do denunciado, dentro de uma lata de bala Mentos, todos estes materiais foram recolhidos e encaminhados para delegacia de plantão.

A PM informa que foi visualizado na porta do quarto do autor e no azulejo da república as mesmas pichações encontradas pela cidade em vários locais. Este autor, de 25 anos, não foi localizado para informações referente a maconha e nem mesmo dar sua versão referente às pichações. 

Foram anexados aos materiais apreendidos fotos impressas dos locais pichados no centro da cidade e das pichações idênticas na residência do autor.

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que “eles” querem que você saiba?  

Ajude aqui o Mais Vertentes!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias