Segunda, 27 de Junho de 2022

Muitas nuvens

São João del Rei - MG

Polícia Operação Kalon

Minas Gerais: Operação Kalon prende suspeito de roubar e fazer de refém o prefeito de Nazareno e sua família

O crime ocorreu no último dia 23 de maio, quando o prefeito foi feito refém na própria casa, junto da esposa e filhos

09/06/2022 às 14h33
Por: João P. Sacramento
Compartilhe:
Foto: Divulgação / PCMG
Foto: Divulgação / PCMG

Na manhã desta quinta-feira (09), a Polícia Civil de Minas Gerais deflagrou a operação “Kalon”, nas cidades de Juiz de Fora e Esmeraldas. A operação teve como objetivo localizar e prender os suspeitos do roubo realizado na residência do prefeito de Nazareno, José Heitor Guimarães de Carvalho.

Em Juiz de Fora, foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão nas residências de suspeitos de envolvimento no crime. Já na cidade de Esmeraldas, foi cumprido um mandado de busca e apreensão na residência do quarto investigado.

Na ação policial foi apreendido um veículo utilizado no crime, maconha, uma balança digital, além de outros materiais que auxiliarão nas investigações. Um homem de 29 anos foi preso e os demais investigados, que não foram localizados, permanecem foragidos da Justiça.

Durante as investigações, o fato de uma mulher, possivelmente ligada aos suspeitos, ter comparecido na casa das vítimas minutos antes do crime teria chamado atenção dos policiais civis responsáveis pelo caso, como sendo supostamente uma visita para realizar um levantamento prévio do local. 

Na foto, a delegada que coordena o caso, Ariadya Tavares. Foto: Divulgação / PCMG

A partir daí, os policiais civis tiveram o sucesso em definir como o crime foi preparado e executado, bem como na identificação do grupo de criminosos envolvidos. Segundo a delegada que coordena o caso, Ariadya Tavares, as investigações deverão prosseguir até a completa apuração dos fatos. 

“Esta foi apenas uma fase dos trabalhos, temos muitas diligências a serem cumpridas, tanto para a elucidação plena do crime quanto para o cumprimento das demais prisões decretadas”, ressaltou a delegada Tavares.

A operação utilizou 13 viaturas policiais e contou o imprescindível apoio das Delegacias Regionais de Juiz de Fora e Esmeraldas, além da Coordenadoria de Recursos Especiais - CORE, totalizando a participação de 64 policiais civis.

Faça parte e ajude o Mais Vertentes

Precisamos de você para seguirmos independentes, investigativos e fortes. Ajude-nos com o jornalismo que nasceu para cutucar e mudar. Ou vai continuar lendo só o que “eles” querem que você saiba?  

Ajude aqui o Mais Vertentes!

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias