Quinta, 04 de Junho de 2020 11:06
32 999532355
Sabores de Minas Comidas típicas

10 opções de comidas típicas de São João del-Rei

Fizemos uma lista com 10 comidas típicas mineiras e bem São-Joanenses para você se deliciar.

18/04/2020 19h30 Atualizada há 2 meses
1.552
Por: Adriano Vianini Fonte: Venha pra São João
Picolé do Amado. Foto: Divulgação
Picolé do Amado. Foto: Divulgação

Que a cozinha mineira é uma das melhores do Brasil todo mundo sabe! Em São João del Rei, os pratos mineiros são atrações à parte. Pois além de saborosos, eles carregam nossa história e a nossa cultura tanto quanto os monumentos da cidade, resgatando um dos principais ingredientes da cozinha mineira: a boa prosa!

 

Fizemos uma lista com 11 comidas típicas mineiras e bem São-Joanenses para você se deliciar:

1. Tijucano

 
 

Esse curioso sanduíche é 100% São-Joanense. Trata-se de um pão de queijo recheado com um bolinho de feijão. Pouco comum, não acha?

Essa tradição começou com a massa de bolinho de feijão feita pela família dos proprietários da lanchonete Uai, que fica no bairro Tijuco. Essa massa guarda alguns segredos, o que deixa o bolinho mais saboroso ainda. Desde muitos anos as pessoas pedem essa iguaria para acompanhar um cafezinho em diferentes horas do dia. Onde comer: Lanchonete Uai, no bairro do Tijuco; e Bar do Kibom, na Av. Tiradentes.

 

2. Picolé do Amado

 
 

Quem não ama picolés? Em São João del Rei, um dos programas mais tradicionais é ir saborear um Picolé do Amado. Eles são fabricados desde 1966 e guardam os segredos de uma receita de família que encanta as pessoas até os dias de hoje.

No início, o Sr. Amado Vieira era dono de uma loja de consertos. Os picolés surgiram quando ele comprou uma máquina de picolés, cujo conserto era caro e o dono preferiu vendê-la. Foi então que Amado resolveu fazer picolés para oferecer aos clientes de sua loja.

Imagine se não foi um sucesso? Muitas pessoas passam por ali para se refrescarem com os deliciosos picolés artesanais. É impossível escolher só um!

Lojas:

São João Del Rei: Rua José Leite de Andrade, 28

(próximo a estação ferroviária, no Centro)

Tiradentes: Rua dos Inconfidentes, 79B 

(Próximo a praça central - Largo das Forras, na rua do Santíssimo Resort ao lado do bar dos Malas em frente a Cia do Boi.)

Belo Horizonte: Rua Albita, 664

(Atrás do estacionamento do Supermercado Carrefour, no final da rua da ordem dos advogados- OAB) Bairro: Anchieta.

 

3. Queijos Tarôco e Catauá

 
 

Dois queijos da região super famosos são, o Queijo Minas Artesanal Tarôco e o Catauá.

A Queijaria Tarôco existe há 5 anos e produz Queijo Minas Artesanal (meia cura/curado). O queijo é produzido com leite cru, ou seja, não passa pelo processo de pasteurização. Sua casca é lisa e firme, macia e amanteigada, sua acidez e picância são discretas. Harmoniza com vinhos, cervejas, cachaças e ainda é usado em vários pratos da culinária, como pão de queijo, risotos, massas em geral. A faixa de valor da especiaria vai de 40 à 60 reais.

 

Quando falamos que menos é mais, podemos incluir a deliciosa receita de queijo meia cura que cruza gerações da família de João Dutra, produtor do queijo Catauá. Segundo ele, a simplicidade é um dos maiores segredos dessa receita, sendo 100% artesanal e produzido em sua fazenda, que fica na região de Coronel Xavier Chaves. Os queijos estão nos pratos de muitos restaurantes da região, além de serem encontrados no Empório Del Rei, na adega Salute e em alguns outros estabelecimentos da região. 

Queijaria Catauá, em Coronel Xavier Chaves -  (32) 98888-5112

Queijaria Tarôco, em São João del-Rei - (32) 3373-2095

 

4. Frango com Quiabo e Angu

 
 

Para muitos, frango com quiabo é sinônimo de casa de vó. Esse prato é, sem dúvidas, um dos mais presentes nas mesas de Minas Gerais. O cenário de um fogão à lenha e os causos mineiros contados ao redor da mesa sempre nos remete à boa comida, e o frango com quiabo e angu não poderiam estar de fora.

Se dividirmos a cozinha mineira tradicional entre cozinha de fazendas e cozinha de tropeiros, podemos dizer que o frango com quiabo se tornou um dos favoritos das fazendas antigas. Apesar da  origem mineira do prato, é sabido que o quiabo veio de terras africanas e as galinhas foram trazidas de navio pelos portugueses na época da colonização.

O que não sabemos, é quem teve a brilhante ideia de fazer a junção entre os dois em um ensopado que cruzou séculos. Arrisco dizer que foi um índio muito genial. Mal sabe ele que hoje em dia esse prato arranca suspiros, de tão delicioso.

Vários restaurantes da cidade oferecem essa delícia!

 

5. Feijão Tropeiro

 
 

Ainda na época colonial, o transporte de mercadorias era feito por tropeiros a cavalo. É de se imaginar que as longas viagens rendiam histórias, além desse prato delicioso que recebe carimbo mineiro.

A do feijão tropeiro é simples. Durante as jornadas, os tropeiros cozinhavam o que estava disponível. As viagens eram longas e o armazenamento era difícil. Assim, o feijão cozido com farinha de mandioca, torresmo, couve, ovos, cebola e linguiça se tornou um dos pratos mais comuns entre os homens de tropa.

 

 

6. Frango com Ora-pro-Nobis

 
 

Outro prato que brilha nas tradições mineiras é o frango com ora-pro-nobis. O vegetal foi nomeado com a expressão em latim que quer dizer “orai por nós”. Isso diz muito sobre sua origem.

Na época do ciclo do ouro, as igrejas eram cercadas por ora-pro-nobis. Não se sabe bem quem teve a ideia de explorar a planta na cozinha, mas os mais pobres começaram a colher esse rico alimento nos jardins das igrejas. Inclusive, era preciso que os padres ficassem de vigília para evitar que as pessoas roubassem. O momento propício era quando eles entravam para celebrar os ritos em latim. Uma das frases mais ouvidas durante as missas era “ora pro nobis”, que acabou dando nome à planta. Por aqui, o frango com ora-pro-nobis pode ser divinamente saboreado no restaurante da Filó, em São João del Rei e no Grotão, na cidade de Prados. Aliás, só de pensar já fico com água na boca.

 

7. Pão de Queijo

Arrisco dizer que pão de queijo só é pão de queijo em Minas Gerais. Podemos até tentar, mas encontrar exemplares tão bons quanto os daqui é uma tarefa bem difícil. Assim como o tijucano, ele é a companhia perfeita para um cafezinho e muita prosa! Um dos melhores da cozinha mineira, os pães de queijo estão praticamente em todas as padarias mineiras. Em São João del Rei, podem ser encontrados em versão muito saborosa na Taberna d’Omar ou na padaria Florença. Se não for de minas, não deixe de comer pão de queijo todos os dias de sua viagem. Afinal, esse trem é bom demais.

 

8. Torresmo

O torresmo é um dos pratos mais presentes na culinária dos botecos mineiros. Acompanha muito bem uma cachaça, uma cervejinha e os bons momentos de uma mesa de bar. Sua preparação envolve fritar pedaços de toucinho até eles ficarem crocantes. Sua origem tem raízes portuguesas e, assim como as receitas de frango, recebe o toque do tempero africano. Normalmente ele é servido acompanhado de algum outro prato, como feijoada ou angu e couve. Aqui em São João del Rei, um dos melhores torresmos é servido no Pena’s bar, que fica no bairro Bonfim, e no Bar do Agostinho, no bairro das Fábricas.

 

9. Quitutes e doces

Vir até Minas Gerais e não comer queijo com goiabada, quitutes mineiros, doces caseiros e iguarias como o pão de queijo, é como ir até o Rio de Janeiro e não avistar os grandes monumentos marcantes daquela terra. São inúmeros, mas o destaque vai para o casamento entre a goiabada e o queijo mineiro, o Romeu e Julieta. Muito encontrado pelo Brasil, mais especial ainda se servido com o toque do queijo minas. No Mercado Municipal de São João del Rei é possível encontrar diferentes exemplares dos quitutes mineiros, inclusive o queijo com goiabada! Não deixe de incluir esse ponto na sua visita, não vai se arrepender! Outro lugar muito conhecido pelos quitutes é a padaria Taberna d’Omar. Dentre os pães e bolos artesanais, o destaque vai para os cookies mineiros de maracujá. É de comer rezando! A cozinha mineira tem a surpresa como uma de suas melhores características. Muitos pratos ganham toques especiais de quem está cozinhando. Seja o amor das avós, o carinho da tia, os bons papos dos cozinheiros de mão cheia, sempre há uma história por trás de cada ingrediente.

 

10. Comida ítalo-mineira do Restaurante da Filó

O restaurante da Dona Filó é daqueles que você entra e já se sente em casa.

A história da Filó é emocionante! Antes de ter o restaurante ela só vendia as massas caseiras que aprendeu a fazer com sua mãe e avó. O sucesso da massa foi tanto que após algumas reviravoltas na vida da Filó, surgiu a oportunidade de abrir o restaurante (a história completa eu deixo para você perguntar para a própria Filó, que me deixou com lágrima nos olhos). A família toda se uniu para ajudar na concretização desse espaço que hoje oferece a típica comida italiana junto com as delícias da comida mineira!

Até hoje no restaurante você vai encontrar toda a família da sorridente Filó trabalhando por lá! Uma aula de gastronomia ítalo-mineira (oras se existe...) na Colônia Viva, projeto da região, as massas são as grandes atrações do local e claro a cachaça 'refil'. O preço é um convite para o buffet liberado a vontade.

R. Otávio Ângelo Calsavara, 2 - Colônia do Felizardo, São João Del Rei. Telefone: (32) 99123-5442

 

Sabores de Minas
Sobre o Sabores de Minas
Sabores e temperos da gastronomia mineira
São João del Rei - MG

São João del Rei - Minas Gerais

Sobre o município
Notícias de São João del Rei - MG
Anúncio
São João del Rei - MG
Atualizado às 11h03 - Fonte: Climatempo
20°
Muitas nuvens

Mín. 14° Máx. 22°

20° Sensação
16.7 km/h Vento
66.1% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (05/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 22°

Sol com algumas nuvens
Sábado (06/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 12° Máx. 24°

Sol com algumas nuvens
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias