Quinta, 02 de Julho de 2020 09:14
32 999532355
Nossa Gente Nossa Gente

Músico de Santos Dumont, Igor Silveira, transita bem na nova geração da MPB

Cantor de apenas 24 anos, Igor Silveira traz maturidade para as letras que compõem e suavidade na voz. Um novo estilo entre Tiago Iorc e as vozes suaves e melódicas de Anavitória!

19/06/2020 14h40 Atualizada há 2 semanas
148
Por: Adriano Vianini
Igor Silveira. Foto: Divulgação
Igor Silveira. Foto: Divulgação

Natural de Santos Dumont, o cantor e compositor Igor Silveira, de 24 anos, lança seu mais novo single “Lembra como é bom”, música feita em pleno período de quarentena sobre este período no qual muitas atividades foram interrompidas em virtude do novo coronavírus.

O jovem expressa em suas palavras e melodias um diálogo entre sentimentos que perpassam as mentes e corações dos indivíduos que se veem hoje isolados em suas casas, impossibilitados de se relacionarem socialmente tal como era possível antes deste momento. Um músico novo e ao mesmo tempo maduro de sentimentos que estreou seu primeiro trabalho autoral, SOZIN, em 2019, um EP que dialoga sobre a relação do indivíduo com o tempo, amores e despedidas.

Sempre acompanhado da sua voz suave, um violão o pedal de loop, a canção SOZIN: AO VIVO NA RUA foi gravada no último domingo de março antes de se iniciar o processo de isolamento social. Atualmente o cantor mora em Juiz de Fora, mas cumpre a quarentena em Santos Dumont (MG), sua cidade natal, na casa de seus pais. O talento não está restrito à voz e violão, Igor também toma para si todo o processo de feitio do fonograma, produzindo e gravando sozinho em seu quarto cada um dos lançamentos que hoje ilustram seu catálogo nas plataformas de streaming. 

Confira a entrevista que o músico concedeu ao Portal Mais Vertentes:

+Vertentes: Nos conte um pouco sobre sua trajetória como cantor e compositor? 

Igor Silveira: Canto desde muito novo. Minha memória mais antiga é me apresentar, aos cinco anos de idade, na cozinha da casa de meus avós cantando músicas da dupla Sandy e Júnior e do filme Titanic, com toda a família reunida à sua volta. Comecei a escrever minhas primeiras canções aos 14 anos, mas iniciei a carreira de maneira profissional em 2012, quando entrei para a banda Jane, de Santos Dumont. Ali aprendi muito com essa experiência tocando em diversos lugares, até chegar ao momento no qual me senti preparado e consciente do que, de fato, queria fazer: escrever e tocar canções minhas para as pessoas. Em 2017, iniciei carreira solo e, desde então, me apresento sozinho nos palcos com uma estética intimista com um violão e um pedal de loop.

+Vertentes: Quais os seus principais sucessos?

Igor Silveira: O momento chave da minha carreira foi o lançamento, em janeiro de 2019, do meu primeiro trabalho autoral, SOZIN, um EP que dialoga sobre a relação do indivíduo com o tempo, amores e despedidas. Mas considero cada etapa da jornada de começar a tocar sozinho, montar um show, aprender todo o processo de produção de um álbum, gravar todos os instrumentos e vozes, criar um EP completo dentro do meu quarto e lançar para o mundo como momentos de sucesso.

+Vertentes: Conhece São João del-Rei e região? 

Igor Silveira: Ouço muito falar de São João del-Rei desde criança. Por ser uma cidade histórica fui em várias excursões da escola onde estudava. Recentemente tive um contato de forma indireta porque dois amigos de infância, e também músicos, Gabriel e Amanda, se mudaram para São João del-Rei para estudar, e criaram uma base sólida no cenário cultural da cidade com o trabalho musical deles, o Duo Arcanjos. Com isso, consigo. manter um intercâmbio artístico com o Duo no qual qual já toquei diversas vezes e acabaram por lançar juntos a canção PISA NA TERRA, em dezembro de 2019. Vejo São João del-Rei com uma aura mágica e artística e pretendo apresentar meu trabalho na cidade ainda esse ano.

+Vertentes: Quais são seus planos para 2020, após a pandemia passar?

Igor Silveira: Apesar de ter que adiar alguns planos que tinha para 2020, em virtude da pandemia, percebi neste momento de isolamento social e pausa nos shows como uma oportunidade de ressignificar e reestruturar meus interesses e desejos, traçando novos planos. A música que eu escrevi nesse período de quarentena, LEMBRA COMO É BOM, representa uma reviravolta nas minhas vontades e possibilidades de fazer arte. Eu não sabia que ia escrever essa canção e ela caiu, por mim, dentro do Planeta Terra. A partir disso, minha meta foi fazer uma bela gravação e produção dessa música para que eu pudesse lançar e compartilhar essa mensagem com as pessoas. Para o segundo semestre de 2020, planejo lançar novas canções e construir um novo trabalho mais sólido, como um EP ou álbum. 

+Vertentes: Como foi gravar a música “Me Conta da Tua Janela” do duo Anavitória?

Igor Silveira: Sou grande admirador da dupla, e quando me senti inspirado e com a necessidade de colocar para fora em forma de canção um retrato do emaranhado de sentimentos acumulados desde o início do isolamento social; daí foi quando sentei na cama, despido de qualquer instrumento, comecei a cantar o refrão “lembra como é bom andar na rua” e, rapidamente liguei o microfone do  computador, e comecei a gravar uma versão demo da música, acompanhado do violão.

+Vertentes: Como foi a ideia do clipe colaborativo para o lançamento da canção?

Igor Silveira: Pela troca e amizade indispensável com a Bárbara Correa, namorada da minha amiga, e Maria Silvia, que atualmente residente em Brasília, e que ficou super empolgada com a versão demo da música e sugeriu a criação de um clipe colaborativo. A partir dali a ideia foi posta em prática, pedindo a amigos ao redor de todo o Brasil que enviassem vídeos seus de momentos que sugerissem um tom de afetividade pelo mundo pré-quarentena. O vídeo colaborativo, que contém registros pessoas dos mais diversos, caiu como uma luva no enredo temático da canção, que gira em torno das relações humanas, amizade e da saudade de quem se gosta, exibindo uma estética simples e crua evidenciada na qualidade e na dimensão das imagens que, muitas, se mostram evidentemente feitas da câmera dos celulares das pessoas que somaram para dar vida ao clipe.

A faixa “Lembra como é bom” estará disponível no dia 19 de junho de 2020 nas principais plataformas digitais e será acompanhada do lançamento do clipe colaborativo no Youtube e no IGTV.

#lembracomoébom #igorsilveira #nossagente #cultura #arte #musica #santosdumont #minasgerais #mg

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Famosidade
Sobre Famosidade
Tudo sobre o mundo dos famosos em um só lugar!
São João del Rei - MG
Atualizado às 09h09 - Fonte: Climatempo
15°
Muitas nuvens

Mín. 10° Máx. 22°

15° Sensação
14.4 km/h Vento
71.1% Umidade do ar
90% (15mm) Chance de chuva
Amanhã (03/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 12° Máx. 20°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sábado (04/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 11° Máx. 21°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias